Flamengo fez muito bem em colocar Juninho em seu devido lugar

O REACIONÁRIO: A maior polêmica futebolística desta semana provavelmente foi a fala covarde e canalha do ex-jogador e comentarista Juninho Pernambucano em que ele acusa a torcida e a diretoria do Flamengo de preconceito com nordestinos no programa, da SportTV. Para o comentarista, o jogador Renê não era convocado por ser "feio, nordestino e amigo de ninguém". O sujeito coroa sua bizarrice acusando direção e torcida de preconceito por se tratar de um "clube de massa".

- Falta comando. É a torcida que escala o Vinicius Junior. A torcida tirou o Renê. Você vai para uma semifinal em que você tem a vantagem do empate, a torcida tira o Everton, que joga na ponta esquerda, que é decisivo, para improvisá-lo na lateral porque o Vinicius Junior tem que jogar e o Renê é ruim. Mas como o Renê é ruim se chegou no Flamengo? Cada um tem sua característica. O Renê é feio, é nordestino e não é amigo de ninguém. Essa é a realidade. O Brasil é preconceituoso. O brasileiro é preconceituoso. E a torcida da massa é preconceituosa

Foto: Reprodução
A fala diz mais sobre Juninho do que sobre o Flamengo, clube que tem a preferência dos torcedores justamente na região Nordeste. No futebol a escalação é feita de acordo com critérios técnicos e pessoais, mas longe de passar por normas definidas pelo politicamente correto. Graças a Deus que é assim. Do contrário teríamos algo muito parecido com o lixo produzido pelas Organizações Globo da qual o ex-jogador é funcionário.

Se o futebol ainda tem algum brilho, isso se dá justamente pelo fato de não se deixar contaminar pelo delírio totalitário da esquerda da qual Juninho é sicário. O jogador que "fecha com Freixo", que vive de compartilhar pérolas da festiva esquerda do Leblon enquanto espalha o pensamento dos fascistas que pregam mais amor - este sim é preconceituoso. Isso pode ser visto tanto no comentário bizarro sobre o Flamengo quanto nas redes sociais do sujeito.

Como comentarista, Juninho está longe de ser um ex-jogador. Está mais para um militante extremista de banho tomado. Banaliza o preconceito e esvazia o perigo representado por ele. Graças a ação delinquente deste senhor, nordestinos que forem vítimas de facto poderão ser desacreditados.

Mas é claro, ele não se importa. Como bom "progressista", ele se importa apenas em agradar o complexo da Lacrolândia. O faz a custo de reputações manchadas por seus impropérios. É um monstro moral que ansioso por ostentar virtudes que não possui, trucida pessoas corretas com sua língua. Se Juninho merece todo o respeito por sua história no esporte, o cidadão Juninho se mostra um ser execrável digno do ostracismo. Parabéns ao Clube de Regatas Flamengo por defender a honra de sua direção e de sua torcida.

Graças a ação delinquente deste senhor, nordestinos que forem vítimas de facto poderão ser desacreditados.



Postar um comentário

[facebook]

FlamengoResenha

{facebook#https://www.facebook.com/FlamengoSouRubroNegro} {twitter#https://twitter.com/FlamengoResenha} {google-plus#https://plus.google.com/u/0/107993712547525207446} {youtube#https://www.youtube.com/channel/UCiHkjDj2ljgIbiv_zUvdG6g/videos}

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget