Fluminense tem a vantagem do empate contra o Flamengo

COLUNA DO FLAMENGO: Os quatro grandes decidem a Taça Rio e, muito provavelmente, o Campeonato Estadual. O quarteto está assegurado nos dois mata-matas decisivos, que encerram o certame. Nesta quinta-feira, o Fluminense pode empatar com o Flamengo que chega à final. Ao Mengão, é necessário ganhar nos 90 minutos. Não há disputa de pênaltis.

Histórico

Desde que os jogadores do Tricolor se revoltaram com a diretoria das Laranjeiras e fundaram o departamento de futebol do rubro-negro em 1912, que Flamengo e Fluminense se enfrentam. Até hoje, o Mengão venceu 149 vezes, contra 130 do Fluzão. Aconteceram 135 empates.

Pela primeira fase da Taça Rio, o Pó de Arroz sapecou 4 a 0.

Foto: Gilvan de Souza
Para esquecer o que aconteceu no Mato Grosso

O Fla-Flu da primeira fase da Taça Rio aconteceu na Arena Pantanal, em Cuiabá. Os dois clubes trocaram a falta de estádio na Cidade Maravilhosa por generosas cotas em dinheiro.

Neste fatídico 24 de fevereiro, Paulo César Carpegiani escalou praticamente onze reservas, que estavam sem ritmo de jogo. O Fluminense, que não tinha nada a ver com isso, aproveitou. Deitou e rolou, fez 4 a 0 e quebrou o jejum de vitórias sobre o rubro-negro que já durava desde 2016. Os gols foram anotados por Marcos Junior (dois), Pedro e Gilberto.

Avisa à Abel Braga, que, desta vez, vamos com tudo! Afinal, precisamos dos três pontos para disputarmos a final contra o vencedor de Botafogo e Vasco da Gama.

Saquarema torce pelo Mengão

O regulamento da Série A-1 do Rio de Janeiro é bizarro. Finalistas da Taça Guanabara, agora o Boavista torce para o Flamengo conquistar a Taça Rio. É que segundo o regulamento deste ano, caso um time conquiste os dois turnos, não será declarado campeão da temporada. Ele se classifica “apenas para a grande final” e, consequentemente, abre uma vaga na semifinal para o quinto colocado geral, o Boavista.

Guerrero voltou

O atacante da seleção peruana Paolo Guerrero finalmente voltou a treinar com seus companheiros no Ninho do Urubu. A medida é parte do fim da sanção da FIFA, que suspendeu o artilheiro por doping. Enquanto entra em forma física e técnica, ele aguarda o mês de maio, quando será finalmente liberado para entrar em campo e participar de jogos oficiais. Espera-se que ele esteja entre os convocados para a Copa do Mundo pelo Peru.

Possíveis escalações:

Fluminense: Júlio César; Reginaldo, Gum e Ibañez; Gilberto, Douglas, Jadson, Sornoza e Ayrton Lucas; Robinho e Pedro. Técnico: Abel Braga.

Flamengo: Diego Alves; Rodinei, Rhodolfo, Juan e Renê; Jonas, Diego e Éverton Ribeiro; Vinícius Junior, Everton e Henrique Dourado. Técnico: Paulo César Carpegiani.

Palpite:

Apesar do treinador não ter confirmado os onze que vai mandar a campo, a tendência é que o Flamengo seja representado pelo que tem de melhor. Salvo uma contusão ou uma fadiga muscular devem tirar algum craque do duelo. Isso quer dizer que o Fluminense terá uma vida bem mais complicada do que na ocasião do clássico da primeira fase.

Vivendo um mau momento financeiro, administrativo e técnico, que forçou o Tricolor a vender seus principais jogadores, inclusive revelações de Xerém, o Fluzão tenta sobreviver ao primeiro semestre, onde já fracassou na Copa do Brasil e na Taça Guanabara. Até o vôlei se despediu nas quartas de final da Superliga!


Até hoje, o Mengão venceu 149 vezes, contra 130 do Fluzão. Aconteceram 135 empates.



Postar um comentário

[facebook]

FlamengoResenha

{facebook#https://www.facebook.com/FlamengoSouRubroNegro} {twitter#https://twitter.com/FlamengoResenha} {google-plus#https://plus.google.com/u/0/107993712547525207446} {youtube#https://www.youtube.com/channel/UCiHkjDj2ljgIbiv_zUvdG6g/videos}

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget