Integrantes da Jovem do Flamengo são presos com soco inglês

Os detidos vestiam camisetas pretas — a cor vem sendo usada por membros de facções punidas para tentar entrar nos estádios.

O GLOBO: A história se repete: a polícia prende, a Justiça pune com medidas educativas, e os brigões voltam aos estádios. Na quarta-feira, 13 membros da facção organizada Torcida Jovem Fla foram detidos pelo Grupamento Especial de Policiamento em Estádio (Gepe). Os policiais prenderam os acusados antes de sua entrada no Maracanã.

Os detidos vestiam camisetas pretas — a cor vem sendo usada por membros de facções punidas para tentar entrar nos estádios. Com eles, foram apreendidos um soco inglês e protetores bucais. A Jovem Fla está proibida pela Justiça do Rio de ir a estádios. No entanto, não é raro a presença de membros (que também estariam proibidos) nas praças esportivas. Os 13 foram liberados depois de serem condenados a se apresentar em uma delegacia nos dias de jogos do Flamengo.

Polícia pede biometria

Foto: Divulgação
No dia da partida, a polícia disse que vem notando que os membros têm comparecido aos jogos, no lugar que ocupariam normalmente nas arquibancadas e que suas músicas vêm sendo entoadas, mesmo sem a presença de instrumentos, membros da diretoria, bandeiras e uniformes.

— A gente sabe que eles vão naquele lugar, mas como não tem biometria no estádio, não conseguimos identificar um por um. Quando vemos algos suspeito, a gente aborda. Quando sabem quem é, prendemos — explicou o Major Sílvio Luiz, comandante do Gepe.

Os presos não tinham nenhuma medida restritiva em rigor. O Juizado Especial do Torcedor, presente ao Maracanã, na quarta-feira, aplicou a medida de afastamento individual. Se não cumprirem e forem pegos, podem ficar presos.



Marcadores:

Postar um comentário

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget