Rodrigo Caetano move processo contra torcedores do Flamengo

O GLOBO: O diretor executivo de futebol do Flamengo, Rodrigo Caetano, move, desde o ano passado, dois processos, por injúria e crime contra a honra, contra torcedores que são sócios do clube e supostamente o ofenderam em redes sociais.

Um processo corre em Florianópolis (1ª Vara Cível) e outro em Curitiba (22° Vara Cível). Tratam-se de interpelações judiciais onde o Interpelante (Rodrigo Caetano) comunica sua intenção de processar os envolvidos cível e criminalmente caso não se abstenham de continuar com suas críticas.

No processo que corre em Curitiba, Rodrigo Caetano entende que foi acusado e ameaçado nos protestos com faixas durante um jogo no ano passado, contra o Avaí, quando teve o rosto estampado e a inscrição "171". No processo de Florianópolis, há acusações de que os protestos tiveram cunho político.

Foto: Reprodução
Ainda, o Clube de Regatas do Flamengo ingressou com a mesma ação (interpelação Judicial) contra um dos torcedores através do mesmo escritório que atende Rodrigo Caetano. Nos dois casos, o juiz mandou apenas notificar as partes envolvidas, por enquanto.

Entretanto, a defesa de dois dos torcedores pretende responder à interpelação. Em primeiro lugar, discordando da tipificação de injúria e calúnia e em um segundo momento defendendo o direito de Liberdade de expressão, conforme explicou o advogado Rafael Furtado Madi, que também é sócio do Flamengo.

- Vamos responder a ele na mesma altura. Não vai ficar dessa maneira. Como um dirigente começa a processar torcedor que não concorda com ele? - questionou o advogado.

O Flamengo e o dirigente não comentaram o episódio. O advogado Bruno Dubeux, que cuida das ações e foi indicado pelo clube ao dirigente, não foi encontrado.

Nota de esclarecimento:

Rodrigo Caetano, por intermédio de sua assessoria, informa que respeita todas as críticas ao seu trabalho, mesmo aquelas desprovidas de fundamento, mas repudia veementemente todas as manifestações que extrapolam o direito constitucional de liberdade de expressão e de pensamento e acabam por atingir sua honra pessoal, seu caráter e sua dignidade.

Salienta, por igual, que as citadas ações não possuem a nação rubro-negra como destinatária, mas sim indivíduos que, a pretexto de criticarem seu trabalho, acabam por ofender sua honra e seus direitos como pessoa.

Nesse sentido, os dois processos mencionados na reportagem visam atacar os graves atos ilícitos, injuriosos e difamatórios desferidos contra si.

Rodrigo Caetano entende que foi acusado e ameaçado nos protestos com faixas durante um jogo no ano passado, contra o Avaí.



Postar um comentário

[facebook]

FlamengoResenha

{facebook#https://www.facebook.com/FlamengoSouRubroNegro} {twitter#https://twitter.com/FlamengoResenha} {google-plus#https://plus.google.com/u/0/107993712547525207446} {youtube#https://www.youtube.com/channel/UCiHkjDj2ljgIbiv_zUvdG6g/videos}

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget