Sem poder jogar, Guerrero revela luta contra depressão

Guerrero também comentou a expectativa para voltar aos jogos do Flamengo e do Peru, além da insatisfação com o caso.

LANCE: Paolo Guerrero está fora dos holofotes desde que foi punido por seis meses por doping. No entanto, o centroavante peruano, que teve o contrato com o Flamengo suspenso, mantém contato com o clube. Inclusive conversou com  Carpegiani, revelou o atacante peruano em entrevista à "ESPN" da Argentina.

Guerrero também comentou a expectativa para voltar aos jogos do Flamengo e do Peru, além da insatisfação com o caso. Os advogados do atacante recorrem à Corte Arbitral do Esporte (CAS) para anular a pena de seis meses.

- Conversei um dia com o Carpegiani. Eu tive uma reunião no clube com os responsáveis e pude conhecê-lo. Conversamos muito pouco, mas disse que estava me esperando - afirmou o atacante de 34 anos da seleção peruana.

Foto: Divulgação
O período afastado de sua profissão e a indefinição sobre o caso tem tirado o seu sono, revelou Paolo Guerrero, que encontra na família o apoio e conforto.

- Chego a perder o sono, mas tento me manter forte mentalmente e não me deprimir. E me concentrar nos meus treinamentos, que me ajudam a esquecer esse momento pelo que estou passando. Alguns dias me abato,mas graças a Deus tenho os meus pais comigo. São minha fortaleza - comentou o camisa 9.

Suspenso até o dia 3 de maio por doping, Guerrero poderá voltar a utilizar as instalações do Flamengo - o CT Ninho do Urubu - a partir do dia 20 de março. Desde dezembro, quando a Fifa anunciou a punição ao camisa 9, o mesmo mantém a forma física fora do clube, com o acompanhamento de profissionais.

O peruano está nos planos do Rubro-Negro para o primeiro semestre, tanto que o inscreveu na Copa Libetadores. A reativação do contrato já é avaliada.


Marcadores:

Postar um comentário

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget