Vinicius Junior não pode ser reserva do Flamengo

DRIBLE DE CORPO: Marcos Paulo Lima

Foi a noite em que Vinicius Junior entrou para a história como o jogador mais jovem a marcar pelo Flamengo em uma partida válida pela Copa Libertadores da América. Desbancou Felipe Melo. Em 14 de fevereiro de 2002, o volante marcou aos 18 anos na derrota por 3 x 1 para a Universidad Católica. Vendido por 45 milhões ao Real Madrid, Vinicius Junior tem apenas 23 minutos em campo no principal torneio de clubes do continente, mas atingiu um feito que Neymar não conseguiu aos 19 na competição, ou seja, balançar a rede duas vezes na partida de estreia. Liderou a virada por 2 x 1 sobre o Emelec.

Vale lembrar: Neymar fez seis gols em seu primeiro ano na Libertadores — um deles na final contra o Peñarol. Além de levar o Santos ao tricampeonato, fechou como vice-artilheiro, atrás apenas dos sete do uruguaio Roberto Nanni (Cerro Porteño) e de Wallyson (Cruzeiro).

Vinicius Júnior comemorando gol em Emelec x Flamengo - Foto: Gilvan de Souza
Vou repetir o que já escrevi no meu perfil lá no Twitter. Não sei se Vinicius Junior é ou será craque, mas, em tempos de escassez de jogadores insinuantes, que driblam, arriscam o mano a mano, quem conta com um jogador com essas características tem que colocá-lo em campo. Vinicius Junior não pode ser reserva do Flamengo. Se vira, Paulo César Carpegiani! Antes de virar a página, tomara que não apareça um chato de plantão reclamando de o Vinicius Junior ter comemorado gol com óculos…

Foi a noite de Emerson Sheik. Aos 39 anos, ele já era o jogador mais velho a marcar um gol com a camisa do Corinthians. Havia superado Danilo ao estufar a rede diante do Mirassol. Agora, também é o mais velho também a marcar pelo alvinegro paulista na Libertadores.  A volta do atacante virou piada no início da temporada, mas o herói do título inédito de 2012 mostrou na vitória por 2 x 0 sobre o Deportivo Lara que (ainda) merece ser levado a sério.

Foi mais uma noite de Victor no Independência. pela Copa do Brasil. Aquela trave do lado direito deveria ser batizada de… Victor. Mais um milagre naquele pedacinho de terra que a torcida do Galo conhece tão bem. O Atlético-MG sofreu para eliminar o Figueirense na terceira fase da Copa do Brasil, precisou de duas defesas do anjo da guarda na decisão por pênaltis, mas avançou.

Foi a noite de Rodrigo Caio na goleada do São Paulo sobre o CRB, em Maceió. Continuo achando equivocada a convocação dele para os amistosos contra a Rússia e a Alemanha no fim do mês. Porém, tiro o chapéu para a exibição que classificou o tricolor para a quarta fase. Mesmo à distância, o técnico Diego Aguirre vai afinando o time com o auxiliar André Jardine.

Foi a noite do maestro D’Alessandro na vitória que garantiu o Internacional na próxima fase da Copa do Brasil. O incansável camisa 10 continua dando o sangue pelo Colorado. Desperdiçou um pênalti, mas recompensou com um belo gol de primeira.

Antes de virar a página, tomara que não apareça um chato de plantão reclamando de o Vinicius Junior ter comemorado gol com óculos…



Postar um comentário

[facebook]

FlamengoResenha

{facebook#https://www.facebook.com/FlamengoSouRubroNegro} {twitter#https://twitter.com/FlamengoResenha} {google-plus#https://plus.google.com/u/0/107993712547525207446} {youtube#https://www.youtube.com/channel/UCiHkjDj2ljgIbiv_zUvdG6g/videos}

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget