Arbitragem passa a mão e Flamengo fica no empate contra o Vitória

GLOBO ESPORTE: Vitória e Flamengo chegaram ao Barradão para a estreia no Brasileirão. Mas os holofotes não ficaram em Diego, Henrique Dourado e Denilson. Neste sábado, o árbitro Wagner Reway roubou a cena e deixou o gramado como protagonista no empate em 2 a 2, com direito a pênalti inexistente e expulsão de Éverton Ribeiro no início do jogo e gol irregular de Réver na etapa final. Com a bola rolando, equilíbrio: Paquetá (aos 16 segundos) também marcou para o time visitante, mas Yago e Denilson decretaram a igualdade no placar.

ARBITRAGEM CONFUSA

O árbitro Wagner Reway terá uma longa noite de sábado pela frente. A atuação no empate em 2 a 2 no Barradão foi marcada por decisões erradas em lances claros. Logo aos 9 minutos do primeiro tempo, o primeiro problema: Rhayner acerta o rosto de Éverton Ribeiro, que evita, em cima da linha, o que seria o gol de empate do Vitória. Para o dono do apito, toque de mão, pênalti e cartão vermelho para o meia do Flamengo - Yago balançou a rede de Diego Alves na cobrança.

Vinicius Júnior, do Flamengo, irritado - Foto: Staff Images
Na segunda etapa, dois lances geraram reclamação, dessa vez em ataques do time visitante. Aos 21, Diego caiu na área após chegada de Ramon e pediu pênalti, mas Wagner mandou o jogo seguir. Quando ajudado pelo auxiliar Fabio Rodrigo Rubinho, também não levou sorte: no gol de Réver - o segundo do Flamengo -, impedimento claro de Willian Arão no início da jogada.

OS 90 MINUTOS



O Flamengo não deixou nem mesmo a torcida presente no Barradão se acomodar. Aos 16 segundos, após passe de Vinicius Junior, Paquetá deslocou Caíque e abriu o marcador. A lambança de Wagner Reway mudou o rumo da partida. Éverton Ribeiro recebeu o vermelho no pênalti mal marcado pela arbitragem. Yago bateu sem chances para Diego Alves e deixou tudo igual.

O time visitante, com um a menos, apostou nas jogadas individuais - principalmente com Paquetá. E o panorama não mudou na segunda etapa, mas a bola aérea entrou em cena. Aos 26, Réver marcou o segundo do Flamengo, se aproveitando de jogada irregular de Willian Arão, que, em impedimento, tocou de cabeça Geuvânio dar a assistência. O Vitória buscou o empate também pelo alto: quatro minutos depois, Denilson, sozinho entre os zagueiros, testou para dar números finais ao jogo.

PRÓXIMOS JOGOS

O Flamengo volta a campo na quarta-feira, mas pela Libertadores: o Rubro-Negro encara o Independiente Santa Fé, às 21h45 (de Brasília), pela 3ª rodada do Grupo 4. No sábado, recebe o América-MG, às 19h, pela 2ª rodada do Brasileirão.

O Vitória terá a semana livre. No domingo, a equipe de Vagner Mancini vai a Minas Gerais para encarar o Atlético-MG, às 16h, no Independência.

O Flamengo não deixou nem mesmo a torcida presente no Barradão se acomodar.

Postar um comentário

[facebook]

FlamengoResenha

{facebook#https://www.facebook.com/FlamengoSouRubroNegro} {twitter#https://twitter.com/FlamengoResenha} {google-plus#https://plus.google.com/u/0/107993712547525207446} {youtube#https://www.youtube.com/channel/UCiHkjDj2ljgIbiv_zUvdG6g/videos}

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget