Barbieri conseguiu ser pior que a arbitragem

BRUNO VOLOCH: Começou mal, muito mal Maurício Barbieri na primeira partida oficial como técnico do Flamengo. Pode ser cedo, até precipitado, mas a tendência é não ir longe e durar pouco.

Independentemente de ter sido prejudicado pela arbitragem no primeiro tempo e beneficiado no segundo, Barbieri foi infeliz nas alterações que fez.

Arão, Geuvânio e Pará não acrescentaram nada ao Flamengo.

3 mudanças horríveis do treinador, fora o fato de ter tirado de campo Lucas Paquetá, o único jogador capaz de criar alguma coisa diferente.

Maurício Barbieri comandando o Flamengo - Foto: Staff Images
Sim, porque Diego, como sempre, foi peça nula em campo.

Não dá para considerar que o Flamengo tenha tropeçado em Salvador por causa das circunstâncias. Não é fácil jogar quase 80 minutos com um a menos.

A fragilidade do adversário, candidatíssimo ao rebaixamento, até sugeria, mesmo no Barradão, voltar de Salvador com os 3 pontos.

Não foi ruim sair com 1 ponto.

Pior do que a arbitragem desastrosa foi a estreia de Maurício Barbieri.

Na futebol é preciso aproveitar as oportunidades. Ainda mais em clube grande.

Arão, Geuvânio e Pará não acrescentaram nada ao Flamengo.


Postar um comentário

[facebook]

FlamengoResenha

{facebook#https://www.facebook.com/FlamengoSouRubroNegro} {twitter#https://twitter.com/FlamengoResenha} {google-plus#https://plus.google.com/u/0/107993712547525207446} {youtube#https://www.youtube.com/channel/UCiHkjDj2ljgIbiv_zUvdG6g/videos}

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget