CBF sabota o Brasileirão

O árbitro de vídeo impediria marcação de pênalti, cartão vermelho e gol contra o Flamengo. Mas, para quê?

BLOG DO MENON: Demorou pouco. Foi no segundo jogo do Brasileirão. E apareceu a primeira consequência da sabotagem que a CBF faz com seu principal campeonato, com seu ''produto'' mais rentável.

Vinte milhões. É o que custa a implantação do árbitro de vídeo. Algo que já faz parte das regras do futebol. Estará na Copa do Mundo.

E a CBF, uma entidade milionária, diz que não tem dinheiro. Faça um empréstimo. Seria importante para diminuir a justa pecha de entidade corrupta, solidificada nas gestões Havelange, Teixeira e Marin. É a desconfiança, sem provas, continua com Del Nero.

Pênalti em Rodinei não marcado para o Flamengo contra o Vitória - Foto: Reprodução
O árbitro de vídeo impediria marcação de pênalti, cartão vermelho e gol. Mas, para quê?

E ainda houve outro erro pavoroso com o gol de Rever. Um impedimento grotesco. Grosseiro.

O juiz talvez seja punido. Até o próximo erro dele ou de algum outro.

E a CBF cada vez mais rica.


Marcadores:

Postar um comentário

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget