Diretoria do Flamengo se enrola e não define situação de Guerrero

A saída do diretor de futebol Rodrigo Caetano, que tem um bom relacionamento com o empresário Bruno Paiva, travou o cronograma.

GLOBO ESPORTE: A reformulação no departamento de futebol do Flamengo adiou as conversas pela renovação de Paolo Guerrero. O vínculo atual do camisa 9 com o clube vai até o dia 10 de agosto. Inicialmente, a ideia era que as conversas fossem retomadas pouco depois do retorno do atacante aos treinos - dia 20 março. No entanto, a saída do diretor de futebol Rodrigo Caetano, que tem um bom relacionamento com o empresário Bruno Paiva, travou o cronograma.

Os dirigentes do clube e do futebol pretendem conversar em breve com os representantes do atleta. Mas uma conversa ainda não foi agendada. A cúpula mantém a ideia de continuar contando com o jogador no elenco. No entanto, há quem veja com receio um novo investimento alto no atacante peruano. Em quase três anos na Gávea, Guerrero disputou 105 jogos e marcou 42 gols.

Guerrero, do Flamengo - Foto: Gilvan de Souza
O prazo da possível renovação, entretanto, é incerto no momento. Ainda sob o comando de Caetano, a ideia era renovar pelo menos até dezembro - podendo estender até 2019. O negócio, no entanto, não é tão simples. Em entrevista recente ao canal ''Fox Sports'', o presidente do Corinthians, Andrés Sanchez, descartou a busca pela volta do peruano e deu a entender que o jogador está pedindo alto para sua renovação.

- Manda ele revender o contrato dele para o Flamengo de novo. Ele está revendendo, ele tem que revender para o Flamengo, pede R$ 20 milhões, R$ 30 milhões que ele vale no mercado - disse o dirigente corintiano.


Marcadores:

Postar um comentário

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget