Discípulo de Barbieri leva o Guarani de volta à elite do Paulista

DRIBLE DE CORPO: Enquanto a diretoria do Flamengo decide o que fazer com Maurício Barbieri, o técnico interino festeja o feito de um dos seus “discípulos”. Ex-auxiliar de Barbieri, Umberto Louzer encerrou cinco anos de sofrimento da torcida do Guarani ao devolver o clube campeão brasileiro em 1978 à elite do Campeonato Paulista. Na noite de quarta-feira, o Bugre derrotou o XV de Piracicaba por 1 x 0, no Brinco de Ouro da Princesa, em Campinas, e disputará a final da segunda divisão contra o Oeste.

Em fevereiro do ano passado, Louzer, 38, foi convidado por Maurício Barbieri para ser assistente dele no Guarani. Apesar da saída do chefe, Louzer ficou no clube como auxiliar permanente e também aprendeu com Oswaldo Alvarez — o Vadão —, Marcelo Cabo, Lisca e Fernando Diniz.

FOTO: GABRIEL FERRARI/ GUARANI PRESS
Em tempos de renovação nas pranchetas, Umberto Louzer é mais um técnico da nova geração. Em 2017, levou o Paulista, de Jundiaí, à final da Copa São Paulo de Futebol Júnior. Só não disputou o título contra o Corinthians porque o clube foi eliminado por escalar um jogador irregular naquele caso batizado de Gato da Copinha. Heltton Matheus Cardoso Rodrigues vinha jogando com os documentos de Brendon Matheus Lima dos Santos. Tinha 22 anos e não 20, como constava nos registros da competição. Responsável pela acusação, o Batatais herdou a vaga e disputou a finalíssima do ano passado contra o Corinthians.

Umberto Louzer assumiu o Guarani após a transferência de Fernando Diniz para o Atlético-PR. O presidente Palmeron Mendes Filho decidiu apostar no técnico que tem uma relação antiga com o Guarani. Louzer foi volante do time alviverde de 2005 a 2007. Disputou 52 jogos com a camisa do clube e participou da campanha do acesso na Série A2 do Paulistão. Deu certo. Na última quarta, ele promoveu o clube novamente, desta vez, no papel de técnico. Em junho do ano passado, concluiu o curso da CBF e obteve a Licença B para ser técnico.

O jovem comandante do Guarani tem como auxiliar um filho de treinador famoso: Caio Autuori, herdeiro de Paulo Autuori, contribuiu para o sucesso do clube na segunda divisão do Paulistão.  Campeão da Série A2 em 1949, o alviverde pode conquistar o bi no fim de semana.


Enquanto a diretoria do Flamengo decide o que fazer com Maurício Barbieri, o técnico interino festeja o feito de um dos seus “discípulos”.



Postar um comentário

[facebook]

FlamengoResenha

{facebook#https://www.facebook.com/FlamengoSouRubroNegro} {twitter#https://twitter.com/FlamengoResenha} {google-plus#https://plus.google.com/u/0/107993712547525207446} {youtube#https://www.youtube.com/channel/UCiHkjDj2ljgIbiv_zUvdG6g/videos}

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget