Em súmula, árbitro reafirma que Éverton Ribeiro evitou gol com mão

O árbitro assistente que fica atrás do gol fez papel decorativo e não corrigiu a marcaçã contra o Flamengo.

UOL: Com o Flamengo vítima de um erro gritante do árbitro Wagner Reway no primeiro tempo, o presidente do clube soltou o verbo para cima da equipe de arbitragem durante o intervalo. Ele usou o termo "vergonha" para classificar a marcação, relatou o juiz na súmula.

"Enquanto a equipe de arbitragem se deslocava para o vestiário o presidente do Flamengo sr. Eduardo Bandeira de Melo, posicionou-se em frente ao vestiário e quando estávamos passando proferiu palavras de reclamação contra a arbitragem: "isso é uma vergonha o que você está fazendo", escreveu Wagner Reway.

Flamengo ironizando erro da arbitragem - Foto: Screenshot / Twitter
O lance que gerou tanta revolta foi uma finalização do Vitória em que a bola bateu no rosto de Everton Ribeiro, posicionado em cima da linha. Por entender que ele pôs a mão na bola, o juiz deu pênalti e cartão vermelho. O árbitro assistente que fica atrás do gol fez papel decorativo e não corrigiu a marcação.

Na hora de escrever a súmula, mesmo com todas as imagens mostrando que não foi mão na bola, Wagner Reway insistiu no erro. Sobre a expulsão de Everton Ribeiro, escreveu que a causa foi a seguinte: "impedir um gol ou acabar com uma oportunidade clara de gol, com uso intencional de mão na bola".


Marcadores:

Postar um comentário

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget