Gilmar Ferreira analisa estreia dos Cariocas no Brasileirão 2018

GILMAR FERREIRA: O Atlético-PR de Fernando Diniz estreou com a maior goleada da rodada de abertura até aqui, faltando ainda duas partidas.

Os 5 a 1 sobre a Chapecoense fortaleceram a boa impressão que já se tinha antes mesmo de a bola rolar.

Mais de seiscentos toques na bola, 66% de posse de bola, 50% de acerto nas finalizações...

Torço pelo sucesso das ideias do treinador, agora à frente de um grande clube.

Porque o futebol sobrevive de novidades _ e as ideias de Diniz são "anárquicas" em meio ao futebol robotizado que se projeta em linhas.

Vinicius Júnior em Vitória x Flamengo - Foto: Staff Images
Não tenho mais paciência para interpretar marcações da arbitragem.

E se não fosse a atuação do coletivo do jovem treinador do clube paranense, estaríamos aqui a discutir erros e acertos dessa gente.

A julgar por sua primeira rodada, o Brasileiro de 2018 periga ser repleto de equívocos...

VASCO 2 x 1 ATLÉTICO-MG.

A vitória de virada e com dois gols nos últimos dez minutos veio como prêmio a um time que se desenvolve com mais entrega do que talento.

É nítida a intenção de Zé Ricardo em dar rodagem a uma formação específica, e isso explica a insistência por determinados jogadores.

Porque o entrosamento de uma equipe bem organizada supera a falta do talento individual.

Entendo, porém, que com o retorno de Rildo seja bem provável que Andrés Rios volte à condição de titular.

O ponta devolve parte da velocidade perdida com a contusão de Paulinho e o argentino melhora demais a combinação ofensiva próximo a área.

Com um pouco mais de jogadas em profundidade o Vasco se torna um time bem mais perigoso...

CORINTHIANS 2 x 1 FLUMINENSE.

O equilíbrio tático provou que o time de Abel Braga é competitivo.

Mas a falta de concentração ainda atrapalha e por vezes custa os três pontos.

Como neste jogo.

O Fluminense não tem controle de jogo, se fecha em linha de cinco, mas sabe atacar o adversário com bolas longas.

Encarou um adversário que tem rodagem três títulos conquistados nos últimos 15 meses.

Ainda assim, conseguiu ter mais finalizações.

Perdeu a partida num lance isolado a cinco minutos final.

De novo, em cochilo na marcação...

VITÓRIA 2 x 2 FLAMENGO.

Avaliar a atuação do time de Maurício Barbieri não é tarefa fácil.

O equívoco da arbitragem logo aos 9m, marcando um pênalti inexistente e tirando de campo um jogador do Flamengo, mudou o conceito do jogo.

Com um só volante, o plano de sufocar o Vitória precisou ser revisto.

O desenho passou ao 4-4-2, com ênfase na velocidade de Lucas Paquetá e Vinicius Jr, mas sem abrir mão da ofensividade.

Se os dois times tivessem o mesmo número de jogadores o resultado seria outro.

O substituto de Paulo César Carpegiani merecia a vitória...

BOTAFOGO x PALMEIRAS.

Alberto Valentim tem quatro desfalques e várias incertezas para um jogo difícil quanto esse na estreia do Brasileiro.

O time campeão do Rio, ainda em formação, e ainda aprendendo a jogar sem João Paulo, líder e capitão, não terá Moisés, Luiz Fernando e Renatinho.

Foram eles que deram força ofensiva na reta final do Estadual.

Não será fácil refazer o sistema às vésperas de encarar um dos candidatos ao título...

O equívoco da arbitragem logo aos 9m, marcando um pênalti inexistente e tirando de campo um jogador do Flamengo, mudou o conceito do jogo.

Postar um comentário

[facebook]

FlamengoResenha

{facebook#https://www.facebook.com/FlamengoSouRubroNegro} {twitter#https://twitter.com/FlamengoResenha} {google-plus#https://plus.google.com/u/0/107993712547525207446} {youtube#https://www.youtube.com/channel/UCiHkjDj2ljgIbiv_zUvdG6g/videos}

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget