Grêmio não crê na saída de Renato Gaúcho para o Flamengo

O moral com os torcedores e com toda a diretoria é um fator importante.

BRUNO VOLOCH: Preferido do torcedor rubro-negro para o lugar de Carpegiani, Renato Gaúcho tem multa rescisória de apenas R$ 700 mil para deixar o Grêmio. Mas isso não tira o sono do presidente tricolor, Romildo Bolzan. O dirigente está convencido de que Renato não trocará a Arena pela Gávea nem que o Flamengo faça uma proposta milionária.

Os R$ 700 mil da multa equivalem a um mês do salário de Renato Gaúcho – o contrato foi renovado em dezembro e se encerra no fim deste ano. A título de comparação, vale lembrar que o Rubro-Negro recebeu R$ 1,5 milhão da Federação Chilena de Futebol pela quebra do vínculo de Reinaldo Rueda, em janeiro.

Alguns dias antes de Rueda deixar o Fla, houve quem defendesse o nome de Renato Gaúcho dentro da diretoria – ele ainda não havia prorrogado seu contrato o Grêmio. Mas o presidente Eduardo Bandeira de Melo e o então diretor-executivo de futebol, Rodrigo Caetano, apostaram na permanência do colombiano e ficaram sem o plano A e o plano B.

Renato Gaúcho sendo homenageado pelo Grêmio - Foto: Lucas Uebel
O Grêmio tem muitos motivos para justificar sua confiança na permanência Renato. O moral com os torcedores e com toda a diretoria é um fator importante. 

“Ele queimaria seu filme com a torcida que mais o idolatra em todo o país”, alega um braço direito do presidente Romildo. “Sem contar que aqui no Grêmio damos carta branca para tudo. Contratações, saídas, planejamento, programação…”

O Tricolor também aposta nas perspectivas de título que seu elenco oferece a curto e médio prazo. E é aí que entra uma informação importante de bastidor: Renato Gaúcho aposta que pode se tornar técnico da seleção brasileira diante da possibilidade de Tite deixar a CBF depois da Copa do Mundo da Rússia, em julho.

Para ser escolhido, Renato precisa prosseguir em alta, como tem sido no Grêmio. Até uma derrota por três gols de diferença no próximo domingo garante o título do Campeonato Gaúcho ao Tricolor, que venceu o Brasil de Pelotas por 4 a 0 no jogo de ida. Nos últimos cinco meses, Renato já faturou a Libertadores e a Recopa sul-americana.

O Flamengo também tem algo contra si: há eleição no fim do ano e a atual diretoria não poderá oferecer um contrato dos mais longos.

Diante da pouca perspectiva de contar com Renato Gaúcho, o Flamengo trabalha com outras três opções: Cuca, Felipão e Dorival Júnior. Os três estão desempregados e chegariam com lastro à Gávea. No início da noite desta segunda-feira, o novo executivo de futebol, Carlos Noval, assegurou que pretende anunciar o sucessor de Carpegiani até o fim da semana.


Marcadores:

Postar um comentário

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget