Jornalista equipara Flamengo à Inglaterra e Corinthians à Alemanha

CORREIO BRAZILIENSE: Em tempos de Copa, a ordem aqui no blog é oferecer um Guia do Campeonato Brasileiro um pouquinho mais leve, descontraído, brincar um pouquinho ao comparar o atual momento ou alma de cada um dos 20 clubes ao das seleções que disputarão o Mundial da Rússia no meio do ano. Não foi nada fácil, mas, a seguir, mostramos quem tem um pouco de Brasil, iá, iá; quem tem pinta de Alemanha da Série A no quesito regularidade, quem já foi ou promete ser novamente uma Espanha da vida, uma França, Argentina, Uruguai...

Chega de conversa fiada. Além da brincadeira, temos time-base, o técnico de cada um dos candidatos ao título e aquilo que você mais gosta, seja no campeonato da vizinhança, no Brasileirão ou na Copa do Mundo: palpites.

Divirta-se! Boa leitura...

Foto: Divulgação
AMÉRICA-MG

Já foi uma potência do futebol mineiro, guardadas as devidas proporções, uma espécie de União Soviética da vida, mas vive tempos de Rússia. Tem uma dificuldade imensa de se impor no cenário estadual. No Nacional, então, nem se fala. O importante é participar.

Time base (4-3-3): Fernando Leal; Norberto, Messias, Rafael Lima e Carlinhos; Zé Ricardo, Juninho e Serginho; Aylon, Luan e Rafael Moura.
Técnico: Enderson Moreira

Palpite: briga contra o rebaixamento

ATLÉTICO-MG

O Uruguai do Brasileirão. Conquistou a primeira edição da era moderna do Campeonato Brasileiro, mas amarga o maior jejum entre os clubes desta Série A: não dá a volta olímpica desde 1971. Qualquer semelhança com a Celeste na Copa do Mundo é mera coincidência.

Time base (4-5-1): Victor; Patric, Leonardo, Gabriel e Fábio Santos
Elias, Adilson, Otero, Cazares e Luan
Ricardo Oliveira
Técnico: Thiago Larghi

Palpite: briga por G-4

ATLÉTICO-PR

Tem cara de Colômbia. Sempre candidata a sensação do Brasileirão, principalmente devido ao investimento na base e na revelação talentos. Porém, após o título 2001 — ano em que a Colômbia ganhou a Copa América — o Furacão só incomodou no vice-campeonato de 2004.

Time base (4-4-2): Santos; Jonathan, Paulo André, Thiago Heleno e Thiago Carleto; Esteban Pavez, Lucho González, Raphael Veiga e Guilherme; Nikão e Pablo
Técnico: Fernando Diniz

Palpite: meio da tabela

BAHIA

Um pouquinho do espírito da Suécia. Tal como a seleção escandinava chegou à final da Copa de 1958 e à semi de 1994, o tricolor é capaz de desbancar um gigante como a Itália e faturar o título em cima de um Santos (1959) ou de um Internacional (1988). Jamais menospreze.

Time base (4-4-2): Douglas Friedrich; Nino Paraíba, Tiago, Lucas Fonseca e Léo; Gregore, Zé Rafael, Elton e Vinícius; Régis e Edigar Junio.
Técnico: Guto Ferreira

Palpite: meio da tabela

BOTAFOGO

A novela mexicana de sempre. Tudo é um drama. Quando nada se espera, tudo acontece. Quando algo se espera, um time valente surge para surpreender. Foi assim, por exemplo, na temporada passada. E continua neste início de ano, com o impressionante título carioca.

Time base (4-5-1): Gatito Fernández; Marcinho, Joel Carli, Igor Rabello e Moisés; Marcelo e Rodrigo Lindoso; Renatinho, Luiz Fernando e Leo Valencia; Brenner
Técnico: Alberto Valentim

Palpite: meio da tabela

PONTE PRETA

Figurar na Copa  é uma festa para o Japão e a Coreia do Sul. Imagine então para a não menos fanática torcida do Ceará. Promessa de casa cheia no Castelão a cada rodada. E se a carroça sem freio desembestar, faltará lugar no estádio repaginado para o Mundial de 2014.

Time base (4-4-2): Éverson; Pio, Valdo, L. Otávio e Ernandes; Richardson, Ricardinho, Juninho e Wescley; Felipe Azevedo e Arthur Cabral.
Técnico: Marcelo Chamusca

Palpite: briga contra o rebaixamento

CHAPECOENSE

É a Islândia do Campeonato Brasileiro. O time representa a menor cidade desta Série A. Tem uma torcida carismática. Um clube marcado pela superação. No ano passado, por exemplo, conseguiu ser o campeão simbólico do segundo turno após uma campanha espetacular.

Time base (4-4-2): Jandrei; Apodi, Rafael Thyere, Nery Bareiro e Bruno Pacheco; Amaral, Márcio Araújo, Elicarlos e Canteros; Guilherme e Wellington Paulista
Técnico: Gilson Kleina

Palpite: briga contra o rebaixamento  

CORINTHIANS

Pode ter um elenco bom, mediano ou ruim, mas é sempre tão competitiva quanto a Alemanha. Sempre brigando pelo título. O time é sistemático da defesa ao ataque e o técnico Fábio "Löw" Carille faz com que todos no elenco entendam o papel na engrenagem.

Time base (4-4-2): Cássio; Fagner, Henrique, Balbuena e Sidcley; Renê Júnior, Rodriguinho, Ralf e Jadson; Mateus Vital e Romero
Técnico: Fábio Carille

Palpite: briga por título

CRUZEIRO

Gosta de dominar os jogos a partir do meio de campo. Para isso, conta com Thiago Neves, Robinho, Arrascaeta, Mancuello... Na frente, deve voltar a contar com Fred no segundo semestre. O estilo lembra a excelente Croácia, de Modric, Rakitic e Mandzukic.

Time base (4-5-1): Fábio; Edilson, Dedé, Léo e Egídio; Henrique, Ariel Cabral, Thiago Neves, Robinho e Arrascaeta; Rafael Sobis
Técnico: Mano Menezes

Palpite: briga por título

FLAMENGO

Ultimamente, tem pinta de Inglaterra no Campeonato Brasileiro. Elenco rico, badalado, supervalorizado e com fama de amarelar, de decepcionar quando briga pelos títulos. Quase sempre apontado como favorito, não faz jus ao luxo proporcionado pela diretoria.

Time base (4-5-1): Diego Alves; Pará, Réver, Juan e Renê; Cuéllar
Éverton Ribeiro, Lucas Paquetá, Diego e Vinicius Junior; Henrique Dourado
Técnico: Maurício Barbieri

Palpite: briga por G4

FLUMINENSE

Sabe aquela conversa de geração belga? Lembra o Fluminense. Abel Braga aposta mais uma vez nos meninos de Xerém e em alguns nomes experientes para provar que as divisões de base do clube produziram uma safra vitoriosa. Resumindo: a Bélgica deste Nacional.

Time base (3-5-2): Júlio César; Renato Chaves, Gum e Ibañez; Gilberto, Richard, Jadson, Ayrton Lucas e Sornoza; Marcos Júnior e Pedro
Técnico: Abel Braga

Palpite: meio da tabela

GRÊMIO

Teve momentos de Espanha na temporada passada. Posse de bola, troca de passes, linha de passes, movimentação, trocas de posição, variações de jogadas pelas pontas e pelo meio... Em campo, um protótipo de Iniesta no meio (Arthur) e um fora de série na frente (Luan).

Time base (4-5-1): Marcelo Grohe; Léo Moura. Geromel, Kannemann e Cortêz; Maicon, Arthur, Ramiro, Luan e Everton; Jael
Técnico: Renato Gaúcho

Palpite: briga por título

INTERNACIONAL

Podemos considerá-la a Dinamarca do Brasileirão. Há sempre a expectativa de que encante, como no fim dos anos 1970, mas desencanta. Assim como a Dinamarca vive de ser a sensação da Copa de 1986, o colorado é lembrado por ter sido o timaço de 1975, 76 e 79.

Time base (4-5-1): Marcelo Lomba; Fabiano, Rodrigo Moledo, Victor Cuesta e Iago; Rodrigo Dourado, Gabriel Dias, Edenílson, Patrick e D’Alessandro; Nico López
Técnico: Odair Hellmann

Palpite: meio da tabela

FRANÇA

Na ausência da Itália, tem todo jeitão de França. Bons jogadores em praticamente todas as posições, quase sempre apontada como favorita, mas na hora de confirmar as apostas nega fogo. Foi assim nas competições do ano passado e na decisão do Paulistão deste ano.

Time base (4-3-3): Jaílson; Marcos Rocha, Antônio Carlos, Thiago Martins e Victor; Bruno Henrique, Felipe Melo e Lucas Lima; Dudu, Willian e Borja
Técnico: Roger Machado

Palpite: briga por título

PARANÁ

O Peru não disputava a Copa desde 1982. O Paraná Clube também andava desaparecido do Brasileirão. Está de volta ao torneio depois de 10 anos. A última participação na elite do futebol nacional aconteceu em 2007. Ressuscitou na segunda divisão do ano passado.

Time base (4-4-2): Richard; Alemão, Márcio, Rayan e Mansur; Leandro Vilela, Wesley Dias, Carlos Eduardo e Marcelo Baéz; Thiago Santos e Diego
Técnico: Rogério Micale

Palpite: briga contra o rebaixamento

SANTOS

É o Brasil do Brasileirão. Sempre desperta a expectativa de que apresentará ao país e ao mundo um novo Pelé, um Robinho, um Neymar... Além disso, é esperança de jogo bonito, moleque, atrevido. Garantia de diversão, arte e título quando tudo isso combina.

Time base (4-3-3): Vanderlei; Daniel Guedes, Lucas Veríssimo, David Braz e Dodô; Alison, Renato e Jean Mota; Arthur Gomes, Eduardo Sasha e Rodrygo
Técnico: Jair Ventura

Palpite: briga por G4

SÃO PAULO

Anda mais para Argentina. Uma bagunça dentro e fora de campo. Muitas trocas de técnico, uma coleção de eliminações, apequenamento em partidas decisivas e dificuldade imensa para formar um time. Raí, Ricardo Rocha e Lugano tentam colocar a casa em ordem.

Time base (4-3-3): Sidão; Éder Militão, Arboleda, Bruno Alves e Reinaldo; Jucilei, Petros e Liziero; Marcos Guilherme, Nenê e Tréllez
Técnico: Diego Aguirre

Palpite: meio da tabela

SPORT

Talvez, uma Polônia. De vez em quando incomoda, como no terceiro lugar nas Copas de 1974 e 1982. Conquistou a Copa União de 1987, depois a Copa do Brasil de 2008 e vive disso no cenário nacional. Está devendo um grande campeonato na era dos pontos corridos.

Time base (4-4-2): Agenor; Claudio Wink, Léo Ortiz, Ernando e Sander; Anselmo, Felipe Bastos, Andrigo, Everton Felipe; Marlone e Hygor
Técnico: Nelsinho Baptista

Palpite: briga contra o rebaixamento

VASCO DA GAMA

Seria até desrespeito não comparar o clube cruz-maltino a Portugal. Zé Ricardo tem um estilo parecido com o do técnico Fernando Santos: monta o time dele a partir da defesa. Ah, sabe quem é o ídolo do menino Paulinho? “Meu espelho é o Cristiano Ronaldo”.

Time base (4-5-1): Martín Silva; Rafael Galhardo, Paulão, Erazo e Fabrício; Desábato, Wellington, Yago Pikachu, Wagner e Henrique; Riascos
Técnico: Zé Ricardo

Palpite: meio da tabela

VITÓRIA

Já foi sensação da Série A. Chegou à final em 1993, mas perdeu o título para o Palmeiras na época. Algo parecido com o que fez Senegal na Copa do Mundo de 2002, no Japão e na Coreia do Sul. A seleção africana encantou o mundo ao chegar às quartas de final.

Time base (4-4-2): Fernando Miguel; Lucas, Wallison Maia, Ramon e Bryan; Uillian Correia, Fillipe Soutto, Nickson e Neilton; Yago e Denilson.
Técnico: Vagner Mancini

Palpite: briga contra o rebaixamento

Comparei o atual momento ou alma de cada um dos 20 clubes ao das seleções que disputarão o Mundial da Rússia no meio do ano.



Postar um comentário

[facebook]

FlamengoResenha

{facebook#https://www.facebook.com/FlamengoSouRubroNegro} {twitter#https://twitter.com/FlamengoResenha} {google-plus#https://plus.google.com/u/0/107993712547525207446} {youtube#https://www.youtube.com/channel/UCiHkjDj2ljgIbiv_zUvdG6g/videos}

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget