Júlio César é eleito o melhor do jogo entre Flamengo x América-MG

LANCE: O último ato de Julio Cesar no futebol foi com Maracanã lotado e grande atuação. O goleiro teve participação decisiva no triunfo rubro-negro: grandes defesas e a habitual liderança. Além dele, Henrique Dourado - que marcou os gols da partida - também se destacou durante os 90 minutos.

Confira, a seguir, as notas do LANCE! (Por Felippe Rocha - felipperocha@lancenet.com.br).

8,0 - Julio Cesar - Ave, Cesar. No dia da despedida, uma atuação do tamanho da carreira do goleiro. Foi o melhor do time. Garantiu a vitória com grandes defesas.

6,5 - Rodinei - Apesar de não ter sido brilhante, foi seguro na marcação e apareceu constantemente como opção no ataque. Deu um chute perigoso.

6,0 - Réver - Firme no primeiro tempo, irregular no segundo, quando o América-MG foi quase sempre superior. Errou alguns posicionamentos.

Júlio César, goleiro do Flamengo - Foto: Gilvan de Souza
6,5 - Léo Duarte - Apesar de mais discreto, teve atuação mais regular que a do companheiro mais experiente. Tem potencial de crescimento.

6,0 - Renê - Foi menos efetivo no ataque do que Rodinei, até pela presença de Vinicius Jr pelo setor. No segundo tempo, teve trabalho na marcação.

5,0 - Willian Arão - Errou durante praticamente todo o tempo em que esteve em campo. Uma boa intervenção, no primeiro tempo, e pouco mais de positivo.

6,5 - Cuéllar - Partida correta na marcação e ainda se aventurou em algumas subidas ao ataque. Partida sólida. Melhor no primeiro tempo, como todo o time.

7,0 - Lucas Paquetá - Desdobrou-se para tentar dar criatividade ao meio-campo rubro-negro. Deu o passe que resultou no pênalti sofrido por Henrique Dourado.

5,5 - Geuvânio - Muito esforço, mas pouca coisa de produtiva saiu dos pés do meia-atacante. Apesar do voto de confiança, não correspondeu.

7,0 - Vinicius Júnior - Um jogo inicialmente duro se clareou com a habilidade e a persistência do jovem. Assim nasceu o primeiro gol. Foi um tormento para os rivais.

7,5 - Henrique Dourado - Recebeu duas bolas em boa condição. Na primeira, converteu em gol. Na segunda, sofreu o pênalti que ele mesmo bateu, e bem.

6,5 - Jonas - Ajudou a conter o ímpeto do América-MG, que voltou melhor para o segundo tempo.

6,0 - Marlos Moreno - Novamente foi pouco capaz de melhorar o sistema ofensivo do time.

– Jean Lucas - Sem tempo para muito.

6,5 - Maurício Barbieri - Demorou a mexer num time que já tinha dificuldade antes do primeiro gol e voltou mal para o segundo tempo.

AMÉRICA-MG - Aylon teve três boas chances. Numa, após desvio, parou no travessão. Em outras, a má pontaria foi decisiva para o erro. Juninho e Marquinhos – este no segundo tempo – também foram importantes nas chances criadas pelo time mineiro, mas que pararam, quase sempre, em Julio Cesar. Só faltou achar mais a referência: Rafael Moura.

O time criou bastante, mas a defesa cometeu vacilos imperdoáveis. Vinicius Júnior teve muito espaço no lance do primeiro gol. O goleiro Jori cometeu pênalti desnecessário. Com o 2 a 0 contra, ficou muito mais difícil de buscar um ponto no Rio. O meia-atacante Luan contribuiu muito pouco, tanto que foi substituído já no intervalo, após mal ser visto em campo.

Além dele, Henrique Dourado - que marcou os gols da partida - também se destacou durante os 90 minutos.



Postar um comentário

[facebook]

FlamengoResenha

{facebook#https://www.facebook.com/FlamengoSouRubroNegro} {twitter#https://twitter.com/FlamengoResenha} {google-plus#https://plus.google.com/u/0/107993712547525207446} {youtube#https://www.youtube.com/channel/UCiHkjDj2ljgIbiv_zUvdG6g/videos}

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget