Por Everton, São Paulo ofereceu Diego Souza ao Flamengo

COSME RIMOLI: "O jogador que o time precisava. É um reforço espetacular."

Esta declaração de Diego Aguirre a Raí resume o que o treinador espera de Everton.

Meia, atacante, volante, lateral esquerdo.

Um dos únicos jogadores neste país com condições de executar as quatro funções na mesma partida. E dono de um preparo físico impressionante, misturando força e muita velocidade.

Aguirre quase nem acredita no presente que ganhou.

Foto: Alexandre Loureiro/Getty Images
Aliás, como tudo na vida, nada é de graça. Não foi o poder de observação de Raí, Lugano ou Ricardo Rocha que trouxe o jogador do Flamengo para o Morumbi. Longe disso.

Foi o empresário Carlos Leite, interessado a começar a negociar cada vez mais com o São Paulo, que ofereceu essa oportunidade. Foi ele quem intermediou a vinda do zagueiro que atuava no Vasco, Anderson Martins.

O jogador há muito tempo se sentia desvalorizado na Gávea. Ele teve de negociar, brigar, implorar na renovação de seu contrato, em 2017. Seu salário de R$ 250 mil estava muito abaixo de jogadores contratados a peso de ouro. Como Diego, Everton Ribeiro, Diego Alves, Guerrero.

E mesmo sendo o jogador mais eficiente da equipe, acabava ficando de lado. Carlos Leite conseguiu a renovação, o aumento para R$ 350 mil. Mas, esperto, fez com que a multa por uma transferência ficasse em R$ 15 milhões. Jogada de mestre.

O empresário tem 50% dos direitos do atleta. E bastava um clube depositar R$ 7,5 milhões e caso encerrado. Foi o que Leite fez questão de avisar à cúpula são paulina.

Diego Aguirre foi consultado por Raí. O treinador uruguaio só faltou dançar cumbia de tanta felicidade. Ele sabe melhor do que ninguém que a apatia do São Paulo está atrelada a jogadores lentos, sem explosão muscular, sem velocidade. Como Jucilei, Petros, Diego Souza. Está cansado também dos apagões de Marcos Guilherme.

Assim como Cueva. Aguirre sente que o peruano está cada vez mais com a cabeça longe do Morumbi. Só espera a Copa do Mundo da Rússia, a abertura da janela do meio do ano para ir embora. Clubes mexicanos, chineses e da Arábia Saudita seguem interessados no instável e personalista meia.

Quem se recuperou foi Nenê, depois de uma conversa particular e dura com Aguirre. Ou ele participava mais do jogo ou deixaria de vez a equipe.

Até o inseguro Leco gostou da negociação. E avisou Raí que era hora de parar de errar. O presidente e o executivo concordam que o clube se afobou e gastou R$ 20 milhões por pura precipitação. R$ 10 milhões com o goleiro Jean. E outros R$ 10 milhões com Diego Souza.

Jean assinou contrato por cinco anos.

Diego Souza, por dois anos, com possibilidade de renovação automática, para um terceiro.

Jean tem 22 anos e chegou com a fama da maior revelação como goleiro no país. E além disso, excelente cobrador de falta. O inseguro Leco acreditou estar diante da reencarnação de Rogério Ceni. Só que não era bem assim. Diego Aguirre percebeu um goleiro imaturo, com dificuldade de sair jogando com os pés. Sidão recuperou a posição sem nenhum grande dificuldade.

O São Paulo não descarta emprestar Jean para que ganhe experiência. De personalidade forte, ele está assumidamente infeliz com a reserva.

As contratações de Everton e Gonzalo Carnero servem como pá de cal para Diego Souza. Aguirre segue completamente decepcionado com o meia. Apático, sem poder de reação, abalado psicologicamente por ter sido esquecido de vez por Tite. E atleta que mais recebe no Morumbi. São R$ 400 mil de salários e mais R$ 250 mil de luvas. Fará 33 anos em junho.

O São Paulo tentou incluir Diego Souza na negociação pela vinda de Everton. Mas o meia não interessou ao Flamengo. Aliás, o jogador pode se tornar um grande problema no Morumbi. Se não acontecer uma reviravolta no seu comportamento, ficará na reserva da reserva no elenco de Aguirre. E como tem um salário excelente e foi comprado por muito dinheiro, será difícil negociá-lo em um momento tão ruim.

O que Aguirre quer pensar agora é em Everton. O jogador está entusiasmado com a valorização que sentiu nos contatos com o São Paulo. O clube já tratou de oferecer um excelente aumento. Ele ganhará R$ 500 mil mensais. E terá seu contrato será de três anos. Ótima oportunidade para um atleta que fará 30 anos em dezembro.

Para agradar ainda mais o jogador, ele sentiu o reconhecimento da torcida flamenguista. As redes sociais chegaram até a criar a campanha "Fica Everton". O presidente Eduardo Bandeira de Mello reconheceu o erro cometido pelo clube. E chegou até a oferecer R$ 550 mil de salários. E renovação por três anos. O jogador recusou. Acredita que seu valor foi descoberto tarde demais.

O São Paulo já depositou a multa de R$ 15 milhões para o Flamengo.

Carlos Leite afirmou que dividirá seus R$ 15 milhões em três anos.

O inseguro Leco quer anunciar o jogador ainda hoje.

E apresentá-lo antes da partida contra o Atlético Paranaense, na quinta.

Ela vale a sobrevivência na Copa do Brasil.

Aguirre, Raí, Lugano e Ricardo Rocha finalmente concordam.

Para o quarteto, o São Paulo contratou o jogador que precisava.

Capaz de acabar de vez com a apatia do time.

Jamais Everton foi tão valorizado em toda sua carreira...


Se não acontecer uma reviravolta no seu comportamento, ficará na reserva da reserva no elenco de Aguirre.


Postar um comentário

[facebook]

FlamengoResenha

{facebook#https://www.facebook.com/FlamengoSouRubroNegro} {twitter#https://twitter.com/FlamengoResenha} {google-plus#https://plus.google.com/u/0/107993712547525207446} {youtube#https://www.youtube.com/channel/UCiHkjDj2ljgIbiv_zUvdG6g/videos}

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget