Qual será a resposta dos jogadores à torcida do Flamengo?

A diretoria rubro-negra presente em Fortaleza teve pouco mais de 24h junto ao elenco para evitar que o extra-campo influencie na atuação dos jogadores.

LANCE: O time do Flamengo chega mais pressionado do que nunca para o jogo deste domingo contra o Ceará, às 16h, no Castelão. As cobranças ostensivas e as tentativas de agressão aos jogadores na ida da delegação à Fortaleza, deixaram no elenco uma mistura de temor e revolta. Agora, a dúvida é: qual será a reação do time dentro das quatro linhas aos episódios recentes?

A diretoria rubro-negra presente em Fortaleza teve pouco mais de 24h junto ao elenco para evitar que o extra-campo influencie na atuação dos jogadores.

Jogadores comemorando com torcida do Flamengo - Foto: Gilvan de Souza
Apesar do desempenho não estar sendo satisfatório, os resultados estão vindo no Campeonato Brasileiro. Na estreia, empate em 2 a 2 com o Vitória em Salvador. Na última rodada, vitória por 2 a 0 sobre o América-MG no Maracanã. A atuação não encantou, mas o Flamengo passou longe de ser ameaçado.

Assim, a confiança por um resultado bom existe. O time titular é considerado "cascudo". Diego Alves, Réver, Juan, Diego, Dourado... Não faltam jogadores com experiência para driblar a pressão. Além deles, estão garotos como Lucas Paquetá e Vinícius Júnior, dois dos nomes "poupados" pelos torcedores.

Escalação não deve ter surpresas

Sem jogadores suspensos ou baixas por lesão para o jogo, Maurício Barbieri deve repetir a equipe que empatou com o Santa Fe, na Colômbia, na quarta.

Arão deve ser mantido entre os titulares no lugar de Everton Ribeiro, que permanece como opção no banco. Desta forma, Diego segue atuando centralizado, à frente dos volantes, com Lucas Paquetá e Vinícius Júnior abertos. Henrique Dourado está confirmado no comando do ataque.

Na zaga, Réver e Juan formarão outra vez a dupla titular. Rhodolfo, com uma lesão na panturrilha direita, ficou em tratamento no Rio. Ele ainda não atuou neste Brasileiro. Outros atletas entregues ao DM são Felipe Vizeu e Berrío.

Elenco recebe o carinho na véspera da partida

A viagem da delegação rubro-negra à Fortaleza foi marcada por protestos contra o time no embarque e no desembarque, com muitas ofensas e até tentativa de agressão aos jogadores no Rio de Janeiro. Os episódios geraram preocupação no elenco e foram condenados pela diretoria do Flamengo.

Na véspera da partida contra o Ceará, no sábado, os torcedores deixaram de lado as críticas e "abraçaram" a equipe após o treino. De acordo com o clube, mais de 150 rubro-negros foram ao hotel recepcionar e apoiar os atletas.




Marcadores:

Postar um comentário

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget