Renda do Flamengo com bilheteria no ano equivale a um mês da TV

Nesse cenário, menos do que três meses seriam suficientes para igualar tudo que o Flamengo recebeu com bilheterias entre 2014 e 2017.

ESPN: "A gente procura praticar uma política de preços que privilegie tanto o torcedor, as possibilidades do torcedor, mas também a saúde financeira do clube. Não adianta nada, não gostaria de fazer nenhum tipo de demagogia, não adianta nada você colocar os ingressos a R$ 5, você vai privilegiar os cambistas, você vai ter problemas de acesso e você vai ter que pagar para jogar."

Foi assim que o presidente Eduardo Bandeira de Melo justificou os preços dos ingressos do Flamengo, depois que a torcida cobrou valores mais baratos no treino aberto da última terça-feira, que levou mais de 50 mil ao Maracanã. Apesar da justificativa, nas finanças, a bilheteria tem tido pouco impacto se comparado, por exemplo, com as receitas de televisão.

Protesto da torcida do Flamengo contra o valor do ingresso - Foto:@ _ppmoreira
Nos últimos quatro anos, todos de gestão de Bandeira de Melo, o Flamengo não arrecadou mais de R$ 67,67 milhões de forma líquida com bilheteria. É apenas um pouco mais de um terço do que entrou nos cofres rubro-negros só em 2017 com TV: R$ 199 milhões.

Dividindo a última receita de direitos de transmissão mensalmente, foram R$ 16,5 milhões para o clube aproximadamente a cada 30 dias. O valor é muito próximo à média anual das rendas líquidas do Flamengo nos últimos quatro anos, apesar dos altos preços.

De 2014 para cá, a temporada em que a bilheteria mais rendeu ao Flamengo foi a de 2015, com R$ 18,7 milhões. Em 2014, foram R$ 14,5 milhões; e em 2016 e 2017, respectivamente, R$ 17,1 milhões e 17,2 milhões.

A comparação entre bilheteria e televisão fica ainda mais desigual considerando o ano de 2016, quando o Flamengo também recebeu luvas pelo novo contrato de direitos de transmissão. Foram nada menos que R$ 297,2 milhões nos cofres ou R$ 24,7 milhões mensais.

Nesse cenário, menos do que três meses seriam suficientes para igualar tudo que o Flamengo recebeu com bilheterias entre 2014 e 2017.

Em 2017, apenas quatro jogos da Copa do Brasil renderam mais do que qualquer outra competição: R$ 5,8 milhões. Em seguida, veio a Copa Sul-Americana, com R$ 4,5 milhões em cinco partidas; e só então os 19 duelos do Brasileiro, com R$ 3,5 milhões.

Completam as rendas de bilheteria do Flamengo no último ano: R$ 3 milhões em três jogos da Libertadores; apenas R$ 1,5 milhão no Campeonato Carioca; R$ 892 em três duelos da Primeira Liga; e mais R$ 200 mil em dois amistosos.


Marcadores:

Postar um comentário

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget