Só dois técnicos campeões nos Pontos Corridos estão empregados

CORREIO BRAZILIENSE: Nove técnicos diferentes foram campeões do Brasileirão na era dos pontos corridos. Apenas dois estão empregados na Série A deste ano, que começou neste fim de semana. Alguns, como Muricy Ramalho, recordista de conquistas no atual formato com quatro títulos, penduraram a prancheta. Outros aguardam convite para voltar ao batente. A seguir, o blog mostra por onde andam os nove…

Vanderlei Luxemburgo
Campeão brasileiro pelo Cruzeiro em 2003 e com o Santos na versão de 2004, está desempregado desde a saída do Sport no ano passado. É o recordista de títulos da Série A com cinco troféus.

Antônio Lopes
Campeão do Brasileirão com o Corinthians em 2005, pendurou a prancheta. Até o ano passado ocupava o cargo executivo no Botafogo no papel de gerente de futebol. Depois de três anos na função, a diretoria não quis renovar o contrato do treinador.

Foto: Divulgação
Muricy Ramalho
Maior vencedor do torneio na era dos pontos corridos com quatro conquistas — três no São Paulo (2006 a 2008) e uma com o Fluminense (2010) — aposentou-se na temporada de 2016 devido a problemas de saúde. Na época, comandava o Flamengo.

Andrade
Responsável pelo único título do Flamengo na era dos pontos corridos em 2009, não conseguiu se firmar na função de técnico. Depois do sucesso, passou por clubes menores como Paysandu e Brasiliense.

Abel Braga
Campeão brasileiro como técnico do Fluminense em 2012, é um dos dois técnicos campeões brasileiros na era dos pontos corridos que estão empregados nesta edição. Começa a Série A comandando justamente o time tricolor.

Tite
Técnico do Corinthians nos títulos de 2011 e 2015, estaria empregado em qualquer um dos times da elite, mas comanda a Seleção Brasileira desde julho de 2016. É quem vai escalar o time na Copa da Rússia.

Marcelo Oliveira
Bicampeão com o Cruzeiro nas temporadas de 2013 e 2014, está desempregado desde o fim do ano passado. O último trabalho na primeira divisão foi com o Coritiba no rebaixamento do ano passado.

Cuca
Mentor do Palmeiras campeão em 2016, só não está trabalhando nesta edição porque não quer. Recebeu convite para assumir o Flamengo, mas rejeitou. Só deseja voltar a trabalhar depois da Copa da Rússia. Vai ser comentarista da tevê Globo na competição.

Fábio Carille
Ao lado de Abel Braga, é um dos dois campeões brasileiros na era dos pontos corridos empregados nesta edição. Além de defender o título, tenta igualar o número de conquistas do mestre Adenor Leonardo Bachi, o Tite, e de Marcelo Oliveira, ambos bicampeões do torneio.

Responsável pelo único título do Flamengo na era dos pontos corridos em 2009, não conseguiu se firmar na função.


Postar um comentário

[facebook]

FlamengoResenha

{facebook#https://www.facebook.com/FlamengoSouRubroNegro} {twitter#https://twitter.com/FlamengoResenha} {google-plus#https://plus.google.com/u/0/107993712547525207446} {youtube#https://www.youtube.com/channel/UCiHkjDj2ljgIbiv_zUvdG6g/videos}

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget