Treino aberto do Flamengo marca 'estreia' de crianças no Maracanã

GLOBO ESPORTE: “Muito prazer, meu primeiro amor”. Marquinhos não conseguia sequer abrir a boca, mas estas poderiam ser as primeiras palavras ao Flamengo. A paixão estava ali fazia tempo, no peito, na mente, nas lágrimas. O treino aberto da tarde de terça-feira, porém, permitiu o primeiro encontro, a primeira vez do garoto de 13 anos que até então só via o mundo em vermelho e preto em seu imaginário.

Entre os quase 50 mil que se aproveitaram da troca dos ingressos inflacionados por um quilo de alimento para apoiar o Flamengo em véspera de partidas de Libertadores, Marquinhos se destacou. Ou melhor, viralizou. As lágrimas ao garantir o derradeiro ingresso do ponto de troca em Caxias se espalharam pela internet e o transformaram em “celebridade instantânea” (expressão do momento). Logo ele, que só queria conferir de perto os motivos daquela paixão tão arrebatadora.

Foto: Divulgação
As lágrimas da imagem e circulou pelas redes sociais se repetiram ao chegar nos arredores do Maraca:

- A emoção é muito grande - limitava-se a dizer entre soluços e limpando o rosto.

Os milhares que compartilhavam da mesma sensação, porém, respondiam com sorrisos e pedidos de fotos. Ele já não era mais um. Era o símbolo de uma torcida que transformou um treino em bandeira para rebater os altos preços de ingressos da atual gestão.

Marquinhos não era o único a pisar pela primeira vez no estádio que um dia foi o “maior do mundo”. A justificativa coletiva para o ausência era a mesma: falta de condição financeira. Ao entrar no Maracanã, entretanto, as diferenças cessaram, todos eram iguais: rubro-negros.

Marquinhos não conseguia disfarçar o encantamento. Na verdade, nem que quisesse. Ali, tudo era novo para ele. A cada canto, gritos e gestos tímidos. As letras ainda não estavam na cabeça. Impressionado, se perdia entre o treinamento no gramado e as ações daqueles que estavam ao seu lado.

Até que o espanto se transformou em comemoração. Se não tinha gol, tinha o ídolo no telão:

- Olha lá, tio! O Vinicius Junior!

Com apenas quatro anos a mais, o jogador preferido. O torcedor em campo era o elo com a criança da arquibancada. Ligação resumida nas palavras do próprio Vinicius ao apito final:

- Vi no vestiário o vídeo de um garoto que estava no Maracanã pela primeira vez. Lembrei de quando vi com meu pai, um Flamengo x São Paulo, era o meu sonho. Hoje, realizamos o sonho deles.

Por pouco mais de uma hora, os mundos de Vinicius Junior e Marquinhos se juntaram. Ali, eram todos rubro-negros. Torcedor, jogador. As diferenças sociais deram lugar a paixão pelo clube do coração. E o garoto, enfim, pôde dizer: “Muito prazer, meu primeiro amor''.

O torcedor em campo era o elo com a criança da arquibancada. Ligação resumida nas palavras do próprio Vinicius ao apito final.


Postar um comentário

[facebook]

FlamengoResenha

{facebook#https://www.facebook.com/FlamengoSouRubroNegro} {twitter#https://twitter.com/FlamengoResenha} {google-plus#https://plus.google.com/u/0/107993712547525207446} {youtube#https://www.youtube.com/channel/UCiHkjDj2ljgIbiv_zUvdG6g/videos}

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget