Treino-aberto terá mais público que os jogos do Flamengo no ano

No Estadual, o maior público do clube foi na semifinal, quando acabou eliminado pelo Botafogo - 28.345 pagantes.

UOL: Punido pela Conmebol em virtude da barbárie protagonizada por torcidas organizadas na final da Copa Sul-Americana de 2017, o Flamengo fará contra o Santa Fe-COL, quarta-feira (18), a segunda partida com portões fechados na Copa Libertadores. O palco do jogo será um silencioso Maracanã. Nesta terça-feira (17), porém, o estádio estará completamente diferente. São esperados cerca de 50 mil flamenguistas para o treino aberto do time no palco da partida. A atividade está marcada para às 15h.

Para se ter uma ideia da mobilização, o número de torcedores é consideravelmente maior do que em qualquer jogo do Flamengo no Campeonato Carioca. Até o final da noite de segunda-feira (16), 40 mil bilhetes já haviam sido trocados pelos rubro-negros. No Estadual, o maior público do clube foi na semifinal, quando acabou eliminado pelo Botafogo - 28.345 pagantes.

Torcida do Flamengo na Gávea para a apresentação de Ronaldinho - Foto: Divulgação
Curiosamente, o menor público se deu no jogo que marcou o retorno do ídolo Júlio César. Em uma noite chuvosa, apenas 2.843 torcedores pagaram ingresso no estádio Raulino de Oliveira, em Volta Redonda. O Estadual foi um fiasco de público - exceção da finalíssima entre Botafogo (campeão) e Vasco -, no entanto, não é segredo que a torcida do Flamengo tem verdadeira obsessão pelo título da Copa Libertadores, conquistado apenas uma vez, já no longínquo 1981.

A diretoria resolveu aproximar os torcedores para que o elenco receba o apoio antes de um jogo com portões fechados e que, em caso de vitória, pode encaminhar a classificação rubro-negra faltando ainda três rodadas. É lógico que o aspecto financeiro também pesa.

Se no Campeonato Carioca era necessário adquirir bilhetes por preços muitas vezes fora da realidade da maioria da torcida, o treino aberto custa apenas 1 kg de alimento não perecível. As trocas pelos ingressos seguem até 12h nas lojas oficiais do clube - não haverá serviço no Maracanã.

A segurança na parte interna do estádio será realizada por uma empresa privada contratada pelo Flamengo. Do lado de fora, o 6º Batalhão de Polícia Militar dará apoio. As torcidas organizadas planejam levar um considerável número de bandeiras, além de bandeirões e instrumentos musicais. A expectativa é a de uma festa como se estivessem no jogo contra o Santa Fe.

O Flamengo abriu as portas e, mesmo diante da incógnita de momento no futebol rubro-negro, a torcida comprou a ideia. Os dirigentes se mostraram satisfeitos com a mobilização e esperam que o apoio se transforme no combustível do time na Copa Libertadores, algo que faltou na semifinal do Campeonato Carioca e foi o estopim para a série de mudanças no departamento mais importante do clube.


Marcadores:

Postar um comentário

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget