Wesley, promessa do Flamengo se espelha em Daniel Alves

GLOBO ESPORTE: O apelido desperta, imediatamente, a curiosidade. Por que o lateral-direito Wesley, do Flamengo Sub-20, é conhecido como gasolina? Ao vê-lo em campo, a maneira como é chamado já começa a fazer sentido. A correria é o motivo para o apelido do jogador, autor do primeiro gol do Flamengo na vitória por 2 a 1 sobre o Corinthians, na Copa do Brasil Sub-20, nessa quarta-feira, 26.

Após a partida contra o Alvinegro, Wesley Gasolina, de 18 anos, contou a origem do apelido.

– Foi quando eu jogava na quadra. Eu não parava de correr. Daí um torcedor começou me chamar de gasolina. Foi pegando, pegando e foi para o campo também. Hoje, todo mundo me chama de gasolina – explicou o camisa 2.

Foto: Rodrigo Coca
No futebol de salão, aliás, foi quando Gasolina chamou atenção do Flamengo. Tinha dez anos e, ao enfrentar a equipe rubro-negra no futsal, atraiu os olhares do clube da Gávea. Chegou ao Fla para jogar no salão e no futebol de campo. De lá para cá, vem crescendo no clube e hoje é tido como uma das promessas.

Tem também passagens pela seleção brasileira de base. Já ganhou o Sul-Americano Sub-17 com a camisa amarelinha e esteve no último Mundial Sub-17, em que o Brasil foi eliminado na semifinal para a Inglaterra. No jogo contra os ingleses, marcou o gol da Seleção na derrota por 3 a 1.

O ídolo de Wesley Gasolina também veste a camisa da seleção brasileira.

– Me espelho no Daniel Alves. É rápido, habilidoso. Às vezes, olho alguns vídeos dele e tento fazer igual. Algumas vezes dá certo, outras vezes não dá certo (risos) – disse.

Assim como os demais atletas da base do Flamengo, o sonho de Wesley Gasolina é chegar ao time profissional do clube. Por enquanto, só teve a experiência de participar de alguns treinos da equipe principal, mas nunca foi relacionado para uma partida. Diz ficar feliz em ver companheiros já no profissional e aguarda chegar a vez dele.

Enquanto a oportunidade não vem, está focado na Copa do Brasil Sub-20. Com a vitória por 2 a 1 sobre o Corinthians no jogo de ida das quartas de final, o rubro-negro joga pelo empate na partida de volta. O confronto será disputado na próxima terça-feira, 1, às 15h, na Gávea.

– Nossa equipe entrou muito concentrada no jogo. Sabíamos que não seria fácil, ainda mais aqui na casa dos caras. Mas nos dedicamos muito, lutamos pelo nosso companheiro que saiu machucado, pelo os que não jogaram... Graças a Deus, pude fazer o gol e ajudar a equipe com a vitória. (...) Vencer é sempre bom, mas temos que entrar do mesmo jeito que entramos aqui. Não tem nada ganho ainda – comentou.

O ídolo de Wesley Gasolina também veste a camisa da seleção brasileira.



Postar um comentário

[facebook]

FlamengoResenha

{facebook#https://www.facebook.com/FlamengoSouRubroNegro} {twitter#https://twitter.com/FlamengoResenha} {google-plus#https://plus.google.com/u/0/107993712547525207446} {youtube#https://www.youtube.com/channel/UCiHkjDj2ljgIbiv_zUvdG6g/videos}

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget