A nossa paixão vence a soberba deles

REPÚBLICA PAZ E AMOR: Por Vivi Mariano

Tempo tempo tempo tempo, vou te fazer um pedido, não deixe que eles tirem de mim a criança apaixonada pelo Flamengo que você foi formando a cada jogo, a cada vitória, a cada título do Mais Querido. Muito do que eu fui e sou tem Flamengo. Personalidade, postura, desejos, vontades, sonhos. Tudo isso em mim tem Flamengo, meu compositor de destinos. Por isso te faço um apelo, tambor de todos os ritmos, não deixe que eles, com suas arrogâncias, deboches, falácias, mentiras, tirem de mim a vontade de ver o Flamengo jogar. Não deixe que os narcisos com cargos temporários sejam maiores que a paixão que sinto, sentimos. Não deixe que jogadores apáticos, frios, distantes, arremessadores de café, se tornem mais importantes que a paixão que vivo desde o ventre materno.

Deus no céu e Flamengo na terra, diz torcedor - Foto: Gilvan de Souza
Tempo, tempo, tempo, tempo, por seres tão inventivo e pareceres contínuo deixa o Flamengo que mora na gente ser eterno, campeão de tudo e feito de multidões. Foi a primeira vez de um menino no Maraca, o jogo contra o América-MG não era necessariamente um clássico, mas, onde tem Flamengo, tem decisão. Seja lá quando for. “Ele passou pela roleta correndo e gritando Mengooooooooooooo. Foi muita emoção. Arrepiante. Só tinha sentido aquilo quando ele nasceu. Depois do jogo voltei no carro chorando lembrando de quando vivi a mesma sensação com o meu pai me levando pro jogos.” Tempo, tempo, tempo, tempo, és um dos deuses mais lindos. O menino, depois de quase 90 minutos, e dos gols e da vitória, perguntou para o pai SE ELES IAM FICAR LÁ PARA SEMPRE. O pai, e eu, respondemos: QUASE ISSO. QUASE ISSO. Me apropriei dessa cena, desse diálogo, desse pai, desse menino. O Flamengo que mora na gente é isso, e sim, ficamos “lá” para sempre. Que sejas ainda mais vivo, no som do meu estribilho.

Nós estamos nele para sempre. Somos uma Nação comprometida com o Flamengo que é de TODOS. Por isso “nos aplaudimos” no Maracanã ao nos reconhecemos no outro. Na multidão. Na festa. É um viver plural, misturado, que não quer deixar de fora nenhum dos nossos. Quanto mais cheio, quanto mais Nação melhor. Quanto mais inclusão melhor. Quanto mais Flamengo melhor. Nele não enxergamos só números, receitas, vendas, arrecadação. Nele enxergamos gente. Tempo tempo tempo tempo, ouve bem o que te digo, a gestão passa, o Flamengo fica. Nome de vice-presidente não entra para a história. O de presidente permanece na galeria, mas só é lembrado pela quantidade de títulos que o Clube conquistou durante a sua gestão. Ou por um estádio construído. Não à toa que o presidente Márcio Braga é o gigante que é. E que a maioria dos rubro-negros sabe quem foi José Bastos Padilha, mesmo sem nunca ter pisado na Gávea. Os que tentaram fazer do Flamengo seu palco são ainda hoje renegados pela história.Tempo tempo tempo tempo, nas rimas do meu estilo, desejo que passe rápido, que você afaste os que não respeitam a nossa trajetória de povo, de gente, de amor, de cidadania, de respeito, de VERDADE, e aproxime uma Nação de sua paixão. Eu quero “ficar lá para sempre.”

Durante esses últimos anos de “new Flamengo”, pensei várias vezes em “dar um tempo”. De maneira insana, louca, leviana, eu quis desistir. Dar um basta. Eu tô cansada. E o mais triste: eu NÃO confio neles. A história se repete como farsa. Mas, sendo Flamengo, “quando sou fraca, é que sou forte”. Resisto. A nossa paixão vence a soberba deles. Foi nesse tempo também que conheci os que defendem acesso popular, cidadania, igualdade de direitos, inclusão, valores rubro-negros, RESPEITO. Conheci os que abominam os babacas vaidosos que descobriram o “poder” do Flamengo para auto promoção. E isso, minha gente querida, elegante e sincera, também é roubar do Flamengo. Prática que tantas vezes abominamos e combatemos. Tempo tempo tempo tempo, quando o tempo for propício. O time dessa gestão só começa a jogar em Junho ou Julho, quando o planejamento (sic) acontece. Mas pra torcida do Flamengo os campeonatos deste ano começaram TODOS no último jogo contra o Ceará. Despertamos. Encontre os seus motivos para isso. Eu tenho os meus. Mas o ano começou nessa partida. Seremos campeões. Flamengo, peço-te apenas o prazer legítimo e o movimento preciso. Tempo, tempo, tempo, tempo.

Para os meus 11 leitores,

Paz, Amor e a Oração do Tempo.

A história se repete como farsa. Mas, sendo Flamengo, “quando sou fraca, é que sou forte”. Resisto.



Postar um comentário

[facebook]

FlamengoResenha

{facebook#https://www.facebook.com/FlamengoSouRubroNegro} {twitter#https://twitter.com/FlamengoResenha} {google-plus#https://plus.google.com/u/0/107993712547525207446} {youtube#https://www.youtube.com/channel/UCiHkjDj2ljgIbiv_zUvdG6g/videos}

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget