Apenas um jogo...

FALANDO DE FLAMENGO: Por Sorín

Após a confusa atuação de domingo, o discurso unificado (e talvez até orientado) dos jogadores tenta induzir todo mundo a deixar de lado os pontos perdidos no Laboratório Maluco da Rodada 5 e focar no “jogo do ano” contra o fraco Emelec.

Hmmmm… Quinta rodada da fase de grupos da Liberta em teoria merece menos garbo e importância. Dados nosso gigantismo nato e investimentos de momento deve ser só (ou pelo menos deveria) o que se espera mesmo: um carimbo de passaporte para a fase que interessa da disputa.

“Tamo” em maio. Muito cedo para alcunhas de engrandecimento de confrontos prévios das verdadeiras batalhas que nos esperam.

Foto: Gilvan de Souza
O jogo desta quarta só seria importante e marcante em caso de resultado negativo. Ainda mais quando domingo passado, com três laterais, goleiro poupado, dentre outras escolhas peculiares, o Nosso Flamengo (deixem a torcida fora disso) aparentemente deu impressão de que não vai dar muita trela, pelo segundo ano seguido, para o CAMPEONATO BRASILEIRO. Dito isso porque o pensamento lugar comum de quando se fala em pontos-corridos-e-suas-trinta-e-oito-decisões já começou a ser avacalhado na quinta rodada.

De qualquer forma, como nosotros do lado de cá não decidimos nada, estaremos todos ligados e torcendo pra dar o óbvio: nenhum (ou pelo menos pouco) susto, festa bonita da Nação no Maraca e três pontos na conta.

Do lado de lá… Do lado de lá… Com uma temporada cheia de problemas e com apenas um ponto na competição, a noite marca a despedida do técnico Alfredo Arias. Após dois anos no cargo, e com essa fase, o uruguaio escolheu sair antes que alguém escolhesse por ele. Diz o cara que tá esperançoso sobre um novo “maracanazzo”. Vamos observar.

Como as invenções de domingo deram no que deram e foram defendidas em nome desse “dificílimo” compromisso de logo mais, o time deve ser mais ou menos aquilo que vinha sendo o habitual. Com ou sem La Intensidad? Isso só na hora mesmo saberemos.

Confirmada a ausência do Guerrero após o julgamento lá na Zoropa, uma das polaridades recentes da torcida se encerra. É Dourado mesmo que assume a responsabilidade de empurrar a bola pro fundo das redes adversárias.

Bora torcer.

Isso aqui é Flamengo.

Ah… E pra aumentar o nosso natural e justificado otimismo… Os equatorianos treinaram no CT do Vasco.


Isso aqui é Flamengo. Ah… E pra aumentar o nosso natural e justificado otimismo… Os equatorianos treinaram no CT do Vasco.

Postar um comentário

[facebook]

FlamengoResenha

{facebook#https://www.facebook.com/FlamengoSouRubroNegro} {twitter#https://twitter.com/FlamengoResenha} {google-plus#https://plus.google.com/u/0/107993712547525207446} {youtube#https://www.youtube.com/channel/UCiHkjDj2ljgIbiv_zUvdG6g/videos}

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget