Cogitado no Flamengo, Marcos Guilherme detona o São Paulo

O Flamengo já manifestou interesse em contar com Marcos Guilherme em seu plantel.

GAZETA ESPORTIVA: Não tem sido fácil para o meia de 22 anos focar no trabalho, já que nos bastidores sua situação segue indefinida e imprevisível.

Marcos Guilherme entrou no intervalo do jogo contra o Atlético-MG na noite do sábado retrasado e ajudou o São Paulo e arrancar um empate por 2 a 2 no Morumbi, pela quarta rodada do Campeonato Brasileiro.

Ao deixar o vestiário do Morumbi em direção ao ônibus do clube, Marcos Guilherme topou falar com os jornalistas e acabou externando toda sua irritação com o fato de não ter condições ainda de responder sobre o que deve ser de sua própria carreira nos próximos dias.

Marcos Guilherme, do São Paulo - Foto: Divulgação
“Infelizmente nem eu posso te falar. Está uma bagunça, a verdade é essa, uma bagunça. Situação complicada, vai servir de aprendizado para o São Paulo e para o Atlético. A gente deve ter uma definição daqui uns dias, já passou da hora de resolver”, cobrou, cansado até mesmo de ressaltar sua intenção de seguir no tricolor. “Falei 800 vezes já, mas também não vou ficar me oferecendo. Só minha vontade não basta”.

Em 20 de julho do ano passado, o São Paulo anunciou a contratação de Marcos Guilherme por empréstimo. O jogador não vinha tendo espaço no Dínamo Zagreb, da Croácia, e por isso o Atlético-PR topou transferi-lo ao tricolor, com a ideia de valorizar seu patrimônio.

À época, o São Paulo anunciou um vínculo válido até dezembro de 2018, mas, omitiu uma informação importante. Na realidade, o contrato tinha vencimento até 30 de junho, e os seis meses restantes estavam acordados em uma espécie de contrato de gaveta.

Agora, os dirigentes são-paulinos tentam fazer valer o ‘acordo de cavalheiros’ que tinham com os cartolas do Furacão, mas estão se vendo de mãos atadas diante de uma mudança de postura dos atleticanos, que fingem desconhecer o caso para que seja cumprido apenas o que está escrito no documento atual.

“Sei que estão fazendo esforço para eu continuar aqui, não é uma situação fácil, mas também não posso dar minha opinião, porque se eu falar tudo que estou sentindo, vai ser difícil para algumas pessoas”, afirmou Marcos Guilherme, antes de revelar que tem pego até ponte-aérea para acelerar o processo de solução.

“Não é birra (do Atlético), é uma situação difícil, pela forma que foi feito o contrato, não sei se foi a maneira correta, agora eles têm de resolver, estou indo para Curitiba, voltando para São Paulo, eu mesmo tentando resolver algumas coisas, mas entre São Paulo e Atlético eles têm de resolver”.

Nesse sábado, o jogador fez sua terceira apresentação com a camisa do São Paulo no Campeonato Brasileiro. Se esse número chegar a sete, Marcos Guilherme não poderá defender nenhum outro clube até a próxima temporada.

“Eu tenho consciência, quem tem que saber sabe da situação dos sete jogos. Mas até o sétimo jogo isso vai ter sido resolvido”, garantiu, sem negar que existem outros clubes de olho nos capítulos dessa ‘novela’.

“Interesse provavelmente deve ter, eles também acompanharam tudo que eu fiz aqui, interesse vai ter, sim, mas estou ainda no São Paulo, tenho contrato, vou fazer de tudo pelo São Paulo. Se eu não ficar, aí vou ter de trilhar outro caminho”.

O tom de adeus ficou ainda mais evidente quando Marcos Guilherme pediu para se dirigir aos torcedores são-paulinos de forma mais direta. A sensação foi de um recado de despedida.

“Também queria aproveitar o espaço de vocês (imprensa) para agradecer a torcida do São Paulo, porque todos os dias tenho recebido mensagens ‘fica, Marquinhos’. Desde o primeiro dia aqui foi o que eu mais sonhei e quis, que a torcida se sentisse representada dento de campo, e acho que posso dormir tranquilo, porque falta de vontade nunca faltou”, disse, para em seguida retomar no tema das propostas.

“Oficial nem tem como chegar, porque precisa resolver a minha situação aqui. A partir do momento que a gente der uma resposta, naturalmente a gente vai sentar com alguns clubes para ver o melhor lugar para jogar. Tenho pensado muito, estou muito triste com algumas situações, mas a esperança é a última que morre”.

A Gazeta Esportiva confirmou que pelo menos o Flamengo já manifestou interesse em contar com Marcos Guilherme em seu plantel.

“Não é fácil, nada fácil, porque não envolve só a mim, se fosse só a mim estava tranquilo, mas envolve família, perguntam onde a gente vai morar, e isso machuca. Espero que a gente resolva logo”, concluiu o jogador, que desde sua estreia, em 29 de julho, marcou nove gols e atuou em 46 jogos pelo São Paulo.


Marcadores:

Postar um comentário

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget