Conselho do Flamengo votará por novo acordo com o Maracanã

Para serem aprovados, os valores do contrato precisam ser vistos vantajosos pelos conselhos do clube.

GLOBO ESPORTE: O plano do Flamengo para firmar um contrato de médio-prazo para utilizar o Maracanã se encaminha para a reta final. As conversas entre o clube e o consórcio evoluíram bem e o entendimento está por detalhes. O mais importante deles é a aprovação interna. O acordo ainda depende do aval das comissões e conselhos do clube. O tema será discutido nas próximas reuniões da diretoria.

O GloboEsporte.com publicou na semana passada que o Flamengo vinha tratando de forma discreta as conversas sobre o acordo. O contrato em pauta é de utilização por quatro anos (até 2022) e os valores, tratados com sigilo. No entanto, seriam mais lucrativos, com custos de utilização mais baratos do que os atuais.

Maior torcida do mundo é a do Flamengo - Foto: Gilvan de Souza
Para serem aprovados, os valores do contrato precisam ser vistos vantajosos pelos conselhos do clube. Vale ressaltar que, no fim do ano, Flamengo terá eleição.

O clube vê vantagens e também necessidade de se ter novamente o Maracanã com preços mais em conta. No começo do ano, o Rubro-Negro ensaiou conversas para um possível acordo com o Botafogo. O Flamengo, inclusive, mandou alguns jogos - como a estreia da Libertadores (sem torcida) no Nilton Santos. Porém, não houve acerto em relação aos valores.

No ano passado, o Flamengo investiu alto em uma reforma do estádio Luso-Brasileiro, rebatizado de Ilha do Urubu. No começo do ano, duas torres de iluminação caíram após fortes chuvas na cidade. Desde então, o time não pode mais atuar ali.

Atmosfera do Maracanã funciona; lucro é baixo

Time e torcida reencontraram uma atmosfera de sintonia no estádio na vitória do último domingo, diante do Internacional. Com ingressos mais baratos, as arquibancadas lotadas do Maracanã empurraram o Flamengo, que venceu e continuou na liderança do Brasileirão.

No entanto, da renda de R$ 1.415.585,00 , o Flamengo levou R$186 mil. Isso levando em conta que o aluguel para atuar no estádio custou R$250 mil, com custo operacional de R$434 mil, cotas de consumo de R$150 mil.


Marcadores:

Postar um comentário

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget