Deu pro gasto

MAURO BETING: ESCREVE GUSTAVO ROMAN

Mais uma vez o desempenho esteve aquém daquele a torcida Rubro-Negra espera do time. Superior tecnicamente e com um elenco muito mais qualificado, o Flamengo foi melhor nos primeiros 45 minutos. Especialmente atacando pela esquerda, explorando a habilidade de Vinícius Júnior. Cuellar e Paquetá acompanhavam o ritmo da jovem promessa e faziam o time ter o controle. Faltava a finalização. Aos 32, Everton Ribeiro abriu espaço para a infiltração de Paquetá. Ele rolou com açúcar e afeto para Dourado fazer o que faz de melhor. Dar um toque na bola, dentro da área e marcar o gol.

O jogo no segundo tempo perdeu muito em intensidade. A Ponte não saía. O Flamengo não acelerava. Só a partir dos 33 minutos a partida voltou a melhorar. E aí ficou clara a superioridade técnica dos cariocas. Foram três oportunidades de gol desperdiçadas, que poderiam dar ainda mais tranquilidade para o jogo de volta. Muito embora a melhor chance de todas tenha sido da Macaca, em falha de Léo Duarte. Felipe Cardoso primeiro carimbou o travessão e depois parou em Diego Alves.

Henrique Dourado comemorando gol em Ponte Preta x Flamengo - Foto: Staff Images
Mesmo jogando apenas para o gasto, o Flamengo encaminhou a classificação. E pode agora se concentrar em melhorar (e muito) o seu desempenho para buscar a tão sonhada vaga no mata-mata da Libertadores e manter a liderança do Campeonato Brasileiro.

Mesmo jogando apenas para o gasto, o Flamengo encaminhou a classificação.


Postar um comentário

[facebook]

FlamengoResenha

{facebook#https://www.facebook.com/FlamengoSouRubroNegro} {twitter#https://twitter.com/FlamengoResenha} {google-plus#https://plus.google.com/u/0/107993712547525207446} {youtube#https://www.youtube.com/channel/UCiHkjDj2ljgIbiv_zUvdG6g/videos}

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget