Dourado realiza sonho de torcedor assistir a jogo do Flamengo

Ele, com ajuda de amigos da amiga da mãe, pôde entrar no gramado ao lado do atacante Henrique Dourado.

GLOBO ESPORTE: Estudante do sétimo ano do ensino fundamental de uma escola pública de Rio Branco, capital acreana, o jovem Pedro Henrique saiu do Acre na semana passada com a mãe para visitar uma amiga na cidade do Rio de Janeiro, capital fluminense, e nem imaginava que estava prestes a realizar dois sonhos que há poucos dias pareciam inalcançáveis: conhecer o Maracanã e entrar em campo com os jogadores do Flamengo, clube do coração.

Ele, com ajuda de amigos da amiga da mãe, pôde entrar no gramado ao lado do atacante Henrique Dourado, antes do jogo contra a Ponte Preta, que terminou empatado por 0 a 0, pelas oitavas de final da Copa do Brasil, na última quinta-feira (10).

Foto: Reprodução
Em conversa exclusiva com o GloboEsporte.com, Pedro Henrique falou sobre o momento e da emoção de ver de perto aqueles jogadores que anteriormente só acompanhava pela televisão.

- Eu não esperava. Só vim pra cá porque ia visitar uma amiga da minha mãe, aí ela perguntou o que eu queria fazer. Eu falei que queria, pelo menos, só entrar no Maracanã para conhecer. Aí, ela falou com um amigo dela e ele descobriu que ia ter o jogo e conseguiu o ingresso. Ele falou com um dos funcionários do Flamengo. Foi emocionante. Dá um pouco de vergonha, mas foi muito legal. Tinha esse sonho. A paixão pelo Flamengo surgiu desde o primeiro minuto que nasci. Minha família todinha torce pro Flamengo – relatou.

Sobre a emoção de ver o jogo no meio da torcida com as arquibancadas lotadas, Pedro Henrique destacou que o mais importante foi ver o time sair classificado. E destacou a sensação quando, no fim do jogo, a Ponte Preta acertou uma bola na trave do goleiro Diego Alves. Se a Macaca vencesse por 1 a 0 a decisão da vaga para as quartas de final seria nas cobranças de pênaltis.

- O Flamengo não ganhou, mas tá classificado, é o que importa. O coração veio na boca (quando a bola bateu na trave) – resumiu o jovem, que tem como ídolos no futebol o atacante peruano Paolo Guerrero, do Rubro-Negro carioca, e o português Cristiano Ronaldo, do Real Madrid.

Após a partida, Pedro Henrique conseguiu tirar fotos com jogadores como Geuvânio, César, Lincoln, Rodinei e Vinicius Júnior. A foto com o ídolo peruano, no entanto, não foi possível.

- O Guerrero saiu escondido – contou.

A mãe de Pedro Henrique demonstrou gratidão aos que oportunizaram o momento inesquecível para o filho.

- Queria agradecer aos meus amigos Tânia Rabello, que foi a fonte pra conseguir isso, ao Allen Brocks, que falou com o Bruno Bark, que é o funcionário do Flamengo, para que ele entrasse em campo com o time – finalizou.

Com o empate o Flamengo avançou às quartas de final da Copa do Brasil e aguarda a finalização da fase para que seja realizado o sorteio para definir os confrontos entre os oito times que seguirão na briga pelo título.



Marcadores:

Postar um comentário

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget