Esportecom pretende assumir publicidade em jogos do Flamengo

O Conselho Deliberativo do Flamengo votará se autoriza ou não a empresa a gerenciar a publicidade dos jogos do rubro-negro no Maracanã.

JORNAL DO BRASIL: Por Jan Theophilo

Tite anunciou ontem a nova Seleção Brasileira. Mas nos corredores da CBF, uma história muito mais interessante tem dominado as conversas à boca pequena. Trata do retumbante sucesso da agência de marketing esportivo Esportecom, empresa fundada em julho de 2014 por Bruno Viana Rodrigues, filho do famoso apresentador Washington Oliveira, o Apolinho, com capital de apenas R$ 75 mil.

Em apenas quatro anos, a empresa abiscoitou as contas de gestão de publicidade estática nos estádios dos Campeonatos Carioca, Gaúcho, Paulista, da Série B do Brasileirão e da Copa do Brasil que, sozinha, movimenta valores da ordem de R$ 50 milhões só com este tipo de propaganda.

Washington Oliveira e Bruno Viana Rodrigues, fundadores do Esportecom - Foto: Divulgação
Há quem diga que o retumbante crescimento da empresa se deve às boas relações de Bruno com Eduardo Leite, filho de Kleber Leite, ex-presidente do Flamengo e dono da Kefler. Uma das três maiores empresas do ramo no Brasil, a Kefler enfrenta dificuldades desde a eclosão do escândalo da FIFA, em 2016, quando sete dirigentes da entidade foram presos na Suíça por suspeitas de corrupção. Bruno, que durante 2 anos e meio trabalhou no departamento comercial da Kefler, tem pelo menos dois contratos em parceria com a agência do amigo: o Campeonato Gaúcho e a Copa do Brasil.

Os demais, comenta-se, teriam vindo a partir de indicações da Kefler. No próximo dia 22 a Esportecom pode descolar outro contrato de peso. O Conselho Deliberativo do Flamengo votará se autoriza ou não a empresa a gerenciar a publicidade dos jogos do rubro-negro no Maracanã. Bruno está perto de marcar outro golaço.


Marcadores:

Postar um comentário

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget