Faltou jogo

GILMAR FERREIRA: Das aberrações que o novo calendário nos oferece, nada me incomoda mais do que a marcação de um clássico para a noite de segunda-feira.

Ainda mais em se tratando de um jogo entre Botafogo e Fluminense.

A partida encerra a quinta rodada de um Brasileiro que ainda não mostrou a cara do seu favorito.

Há uma curiosa correlação de forças entre os grandes clubes e assim será até que um deles tome a competição como objetivo maior.

O Atlético-MG, que demonstrou claramente não ter a Copa Sul-Americana como prioridade, fará do Brasileiro o seu "carro-chefe".

E já segue em franca reação.

Olho no Galo...

Diego durante Chapecoense x Flamengo - Foto: Staff Images
CHAPECOENSE 3 x 2 FLAMENGO.

Era a chance para fazer três pontos fora e se isolar na liderança do Brasileiro.

Mas com as atenções divididas com a Libertadores, o Flamengo foi à Arena Condá com o time mexido.

E perdeu!

A conta então vai ter de ser paga por Maurício Barbieri, o técnico que acabou por alterar demais o time.

Sem Paquetá e Éverton Ribeiro, a dinâmica do jogo foi outra.

O retorno de Diego, com Paolo Guerrero em campo desde o início, não foi o que se esperava.

Faltou jogo diante de um adversário que fecha os espaços.

A entrada de Rodnei e Vinicius Jr, no fim, até melhorou a produção, mas os erros individuais decidiram um jogo que poderia ser do Flamengo.

VASCO 2 x 3 VITÓRIA.

Atuação medíocre, com trapalhadas individuais e nenhuma lucidez coletiva.

O Vasco perdeu o padrão de jogo após a saída de Paulinho, e não mais se achou como time.

E, por quê?

Porque o elenco montado pela dupla Fred Lopes e Paulo Pelaipe é de qualidade ruim.

Aliás, é bom que se diga, o monstro foi idealizado pelo quarteto que deixou em São Januário um naipe de jogadores ruins.

Carlos Leite, o parceiro de Eurico Miranda, e o desconhecido mas atuante Zé Renato, o agente preferido de Eurico Brandão.

A dupla Fred Lopes e Paulo Pelaipe apenas deu contornos finais, com contratações do mesmo nível.

E por isso o futebol exibido hoje pelo time do Vasco é ruim: simplesmente porque os jogadores são ruins.

Além disso, o conjunto não exibe harmonia e espelha a falta de unidade política que é vista hoje nos bastidores.

Realmentem... o presidente Alexandre Campello tem a obrigação de intervir, e de forma radical, na melhora do departamento.

Sob pena de um quarto rebaixamento...

BOTAFOGO x FLUMINENSE.

É provável que o time de Abel Braga sofra com o desgaste da aventura radical que é jogar nos 4 mil metros de Potosí, na Bolívia.

Ainda assim, o primeiro clássico do Rio no Brasileiro tem em sua essência o equilíbrio: dois times que se igualam na aplicação tática e na superação física.

Um teste e tanto para o Botafogo de Alberto Valentim que ainda precisa provar a eficiência de seu sistema de jogo...


Mas com as atenções divididas com a Libertadores, o Flamengo foi à Arena Condá com o time mexido.



Postar um comentário

[facebook]

FlamengoResenha

{facebook#https://www.facebook.com/FlamengoSouRubroNegro} {twitter#https://twitter.com/FlamengoResenha} {google-plus#https://plus.google.com/u/0/107993712547525207446} {youtube#https://www.youtube.com/channel/UCiHkjDj2ljgIbiv_zUvdG6g/videos}

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget