Flamengo aciona MP para identificar agressores em aeroporto

GLOBO ESPORTE: O Flamengo não deixou barato o episódio de agressão, ameaça e intimidação ao seu elenco, na última sexta-feira, no Aeroporto Internacional Antônio Carlos Jobim, no Rio de Janeiro. O clube confirmou nesta quinta que protocolou ofício no Ministério Público do Rio de Janeiro e fez registro de ocorrência na 14ª Delegacia de Polícia, no Leblon, bairro da Zona Sul carioca.

O Rubro-Negro anexou ao processo imagens do ocorrido e deseja que os envolvidos sejam identificados, para que possam passar pelas punições pertinentes. Na última sexta-feira, ao embarcarem para a viagem para Fortaleza, jogadores foram cercados e chegaram ser agredidos - no tumulto generalizado até a entrada no aeroporto. Em entrevista após a vitória em Fortaleza, Diego afirmou que "não houve quase agressões, mas agressões" realmente.

Foto: Reprodução
O clube ainda avalia, em processo interno, se identifica algumas pessoas que agiram no aeroporto, com camisas de organizadas, pois até os episódios de violência na final da Sul-Americana do ano passado as uniformizadas tinham programa de sócios específico - benefício cortado no fim de 2017.

Confira a nota oficial divulgada nesta quinta:

"O Clube de Regatas do Flamengo informa que nesta quarta-feira, 02 de maio de 2018, protocolou no Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro, aos cuidados do Excelentíssimo Dr. Procurador Geral de Justiça José Eduardo Ciotola Gussem, ofício solicitando o encaminhamento ao Grupo de Atuação Especializada do Desporto e de Defesa do Torcedor (GAEDEST) do caso relacionado aos atos de violência física e moral contra atletas e comissão técnica do Flamengo no Aeroporto Internacional Tom Jobim, na última sexta-feira, durante o embarque da delegação rubro-negra para a partida contra o Ceará pelo Campeonato Brasileiro.

Junto com o documento foi entregue um DVD com imagens geradas pelo canal Esporte Interativo na ocasião, com o intuito de facilitar o claro entendimento do caso e a eventual identificação e responsabilização individual de cada torcedor que praticou tais atos de violência contra determinados integrantes do time de futebol profissional do Flamengo.

Ainda no ofício, o Flamengo solicita que seja informado das medidas adotadas pelo GAEDEST e, caso seja pertinente, se coloca à disposição do órgão para auxiliar no que for necessário no esclarecimento da questão, uma vez que a intenção do clube é resguardar a integridade física e moral de seus atletas e funcionários".

O Rubro-Negro anexou ao processo imagens do ocorrido e deseja que os envolvidos sejam identificados, para que possam passar pelas punições.


Postar um comentário

[facebook]

FlamengoResenha

{facebook#https://www.facebook.com/FlamengoSouRubroNegro} {twitter#https://twitter.com/FlamengoResenha} {google-plus#https://plus.google.com/u/0/107993712547525207446} {youtube#https://www.youtube.com/channel/UCiHkjDj2ljgIbiv_zUvdG6g/videos}

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget