Flamengo estreia na Copa do Brasil ainda sob tensão

GILMAR FERREIRA: Faz bem a diretoria do Flamengo em denunciar os baderneiros que hostilizaram os jogadores nos últimos dias.

Não vai dar em nada, creio, mas serve ao menos como satisfação.

A intimidação através da agressão verbal é algo deplorável e que precisa ser coibida.

Principalmente em locais públicos.

E a passividade do comando do clube deixaria espaços para ilações perigosas.

Até novembro, quando acontece o pleito que elege o sucessor de Eduardo Bandeira, muito água vai rolar.

Foto: Divulgação
E estes caras, travestidos de porta-vozes de uma nação, por certo, voltarão a ameaçar.

Como se, em nome de uma paixão, tivessem o direito de agredir um profissional ou espalhar terror em locais públicos.

Será ótima oportunidade para a polícia identifica-los, interrogá-los e retirá-los do convívio social.

O time, tentando aparentar tranquilidade, encara a Ponte Preta nesta quarta-feira, em Campinas, partida de estreia na Copa do Brasil.

E sem Diego.

Os duelos eliminatórios exigem maior concentração e poder de decisão.

Boa hora para Maurício Barbieri testar variações táticas.

Vejamos...

E a passividade do comando do clube deixaria espaços para ilações perigosas.



Postar um comentário

[facebook]

FlamengoResenha

{facebook#https://www.facebook.com/FlamengoSouRubroNegro} {twitter#https://twitter.com/FlamengoResenha} {google-plus#https://plus.google.com/u/0/107993712547525207446} {youtube#https://www.youtube.com/channel/UCiHkjDj2ljgIbiv_zUvdG6g/videos}

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget