Flamengo tem dificuldades para formar time diante do River

LANCE: Para conquistar o primeiro lugar do Grupo 4 da Copa Libertadores, o Flamengo precisa de uma vitória diante do River Plate, na quarta, em Buenos Aires. Não bastasse o desafio de encarar o time argentino - invicto no torneio assim como o Rubro-Negro - no Monumental de Nuñez, o clube da Gávea tem uma série de obstáculos. O LANCE! detalhou os principais problemas para Maurício Barbieri.

Com 11 pontos, o River Plate lidera a chave. O Flamengo com 9, é o segundo colocado e já está com a vaga nas oitavas de final garantida. O primeiro lugar, por sua vez, dá ao clube a vantagem de atuar em casa no segundo confronto do mata-mata. Santa Fe-COL e Emelec-EQU completaram o Grupo 4 da Copa.

Foto: Getty Images
RÉVER E JUAN, LESIONADOS, ESTÃO FORA

Dupla de zagueiros que mais atuou em 2018, Réver e Juan estão fora do duelo. O primeiro por conta de uma lesão ligamentar no ombro direito, sofrida neste sábado, após queda no clássico contra o Vasco no Maracanã. Juan, por sua vez, tem um problema muscular na coxa direita e está em tratamento há cinco dias.

Assim, Léo Duarte e Rhodolfo formarão a zaga diante do River Plate. Em 2018, essa dupla só esteve junta em campo em três partidas: 90 minutos contra o Vasco, em 27 de janeiro, 39 minutos contra o Botafogo, em 3 de março, e no segundo tempo do clássico do último sábado, 19 de maio, contra o Vasco.

Além dos dois companheiros não terem entrosamento, preocupa o ritmo de jogo de Rhodolfo. O zagueiro estava sem atuar desde 28 de março até Réver se lesionar no sábado e ter que ser substituído no final da primeira etapa.

QUEM SUBSTITUIRÁ DIEGO?

Para a decisão em Buenos Aires, o Flamengo não terá Diego. O camisa 10 está suspenso e Maurício Barbieri terá que encontrar o substituto dentro do elenco.

Recentemente, quando o meia esteve lesionado, a solução foi deslocar Everton Ribeiro para o centro e escalar Geuvânio aberto pelo lado direito do ataque. O rendimento do camisa 7 pela faixa central foi satisfatório, mas o atacante não rendeu o esperado. Tanto que perdeu espaço após três jogos como titular.

Quem tem ganhado mais minutos em campo e também é opção para Maurício Barbieri é o Marlos Moreno. O colombiano atuou nas últimas quatro partidas e parece estar na frente de Geuvânio neste momento.

DOIS TITULARES PENDURADO: VALE O RISCO?

Maurício Barbieri tem outras duas preocupações: Lucas Paquetá e Henrique Dourado estão pendurados. Caso recebam os terceiros cartões diante do River, no Monumental de Nuñez, desfalcarão o Flamengo no jogo de ida das oitavas de final - o adversário na próxima fase ainda será definido por sorteio.

Maurício Barbieri, no entanto, deve escalar os dois titulares. Paquetá é um dos atletas mais importantes da equipe no ano e Henrique Dourado não tem substituto à altura. As opções seriam o jovem Lincoln, de 17 anos, ou Felipe Vizeu, que sequer vem sendo relacionado pelo treinador do Rubro-Negro.

Dupla de zagueiros que mais atuou em 2018, Réver e Juan estão fora do duelo.



Postar um comentário

[facebook]

FlamengoResenha

{facebook#https://www.facebook.com/FlamengoSouRubroNegro} {twitter#https://twitter.com/FlamengoResenha} {google-plus#https://plus.google.com/u/0/107993712547525207446} {youtube#https://www.youtube.com/channel/UCiHkjDj2ljgIbiv_zUvdG6g/videos}

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget