Flamengo vai registrar ocorrência por ameaças em aeroporto

Em entrevista após a vitória em Fortaleza, Diego afirmou que "não houve quase agressões, mas agressões" realmente.

GLOBO ESPORTE: Após nota de repúdio e manifestações públicas de jogadores e dirigentes, o Flamengo vai levar os casos de agressões, ameaças e intimidações no aeroporto Internacional Antônio Carlos Jobim para as autoridades competentes. Nesta quarta-feira, o clube vai fazer registro de ocorrência na Polícia Civil e vai encaminhar o documento para o Ministério Público, para o Procurador Geral de Justiça do Estado do Rio de Janeiro, além de acionar o grupo especializado em defesa do torcedor.

Na última sexta-feira, ao embarcarem para a viagem para Fortaleza, jogadores foram cercados e chegaram ser agredidos - no tumulto generealizado até a entrada no aeroporto. Em entrevista após a vitória em Fortaleza, Diego afirmou que "não houve quase agressões, mas agressões" realmente.

Foto: Thayuan Leiras
O clube ainda avalia, em processo interno, se identifica algumas pessoas que agiram no aeroporto, com camisas de organizadas, pois até os episódios de violência na final da Sul-Americana do ano passado as uniformizadas tinham programa de sócios específico - benefício cortado no fim de 2017.

A diretoria do Flamengo vai procurar o Grupo de Atuação Especializado do Desporto e Defesa do Torcedor (GAEDEST) é um braço do Ministério Público do Rio de Janeiro para que o órgão seja responsável pelas denúncias. O objetivo é identificar os responsáveis pelas ameaças, agressões e vandalismo no Galeão, com depredação do aeroporto.


Marcadores:

Postar um comentário

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget