Júnior elogia vontade de Diego no Flamengo

O meia teve atuação tecnicamente discreta, mas compensou a dificuldade.

SPORTV: O Flamengo espantou a zica na Libertadores, venceu o Emelec por 2 a 0 e garantiu uma vaga nas oitavas de final da competição mais importante do continente. A atuação de boa parte dos jogadores rubro-negros rendeu elogios dos comentaristas no programa Troca de Passes.

Mas nem tudo recebeu destaque positivo. Júnior e Roger Flores, que participaram da transmissão da partida na Globo, ressaltaram a os riscos desnecessários corridos pela equipe, apesar de jogar com um adversário inferior que precisava desesperadamente da vitória.

- Dava para não sofrer, porque o time do Emelec não tem essa qualidade toda para incomodar o Flamengo como incomodou em boa parte da partida. O Flamengo até teve as possibilidades, mas sofreu demais. Não tinha necessidade de sofrer assim - disse Roger.

Diego, do Flamengo - Foto: Bruna Prado/Getty Images
Assim como Roger, Júnior também viu a equipe exposta, mesmo após o primeiro gol de Éverton Ribeiro, marcado no começo da segunda etapa.

- No segundo tempo, depois que fez o gol, aí ficou mais tranquilo, mas jogando aberto, de igual para igual, sem necessidade. Não teve ninguém no meio campo pegando a batuta para ditar o ritmo e acalmar - explicou o comentarista.

Um dos jogadores que não recebeu tantos elogios foi o camisa 10, Diego. O meia teve atuação tecnicamente discreta, mas compensou a dificuldade.

- Hoje foi mais quantidade do que qualidade. Ele superou a parte técnica, que não estava legal, com muita dedicação e muita entrega - concluiu Júnior.



Marcadores:

Postar um comentário

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget