Lucas Paquetá e Dourado são os melhores de Ponte x Flamengo

LANCE: O Flamengo iniciou sua trajetória na Copa do Brasil com vitória. O Rubro-Negro venceu o Ponte Preta por 1 a 0, nesta quarta-feira, no Moisés Lucarelli. Os destaques da equipe de Maurício Barbieri foram Paquetá e Henrique Dourado, que fez o único gol da partida. Além deles, Réver e Diego Alves também foram bem avaliados. Confira, a seguir, as notas do LANCE! (Por matheusdantas@lancenet.com.br).

7,0 - Diego Alves - Garantiu a vitória do Flamengo com uma defesaça na parte final do jogo. Antes do erro de Léo Duarte, o goleiro não tinha sido exigido pelo rival.

6,5 - Rodinei - Teve liberdade para avançar e teve alguns bom momentos. Acertou os cruzamentos, mas não contou com a boa pontaria dos companheiros.

7,0 - Réver - Atuação segura do capitão, mesmo atuando pelo lado esquerdo por conta da ausência de Juan. O ataque da Macaca não exigiu muito.

Henrique Dourado ceifando em comemoração pelo Flamengo - Foto: Staff Images

4,5 - Léo Duarte - Uma falha gritante na segunda etapa marcou a atuação do zagueiro, que ia bem até então. Tem que agradecer a Diego Alves, que evitou o gol.

6,0 - Renê - O lateral-esquerdo vem tendo boas atuações defensivas, mas falta segurança para o camisa 6 para chegar à linha de fundo.

6,0 - Cuéllar - Com Lucas Paquetá auxiliando na saída de bola, o volante fica mais solto em campo. Com a fraca atuação da Ponte, não precisou trabalhar muito.

7,5 - Lucas Paquetá - Outra atuação de destaque do camisa 11, melhor do Flamengo em Campinas. Organizou a equipe e deu assistência para Henrique Dourado.

6,0 - Everton Ribeiro - Fez a função do Diego na ausência da camisa 10. Participou da criação das jogadas e arriscou uma ou outra finalização – sem sucesso.

5,5 - Geuvânio - Não aproveitou a oportunidade entre os titulares. Atuou por mais 72 de minutos e não produziu lances de perigo ao adversário.

5,5 - Vinicius Júnior - Atuação sem brilho do garoto. O camisa 20 foi muito acionado no primeiro tempo, mas não conseguiu dar sequência às jogadas.

7,5 - Henrique Dourado - Fez o que se espera do centroavante: empurrou a bola para o fundo da rede quando teve a chance. Além disso, ajudou a pressionar a saída rival.

6,5 - Jean Lucas - Deu uma boa movimentação à equipe, mesmo tendo atuado por pouco mais de 20 minutos. Roubou bolas e deu trabalho à defesa adversária.

6,0 - Pará - Entrou já na parte final do jogo e deu maior poder de marcação ao time.

– Marlos Moreno - Entrou nos minutos finais.

6,5 - Maurício Barbieri - A equipe teve o controle da partida e não foi ameaçada pelo adversário. Poderia ter mexido antes, já que era possível uma vitória mais elástica.

PONTE PRETA - Por alguns momentos da partida, a Ponte Preta conseguiu impôr dificuldade à saída de bola do Flamengo, com os atacantes pressionando os zagueiros e laterais. A pressão exercida por Orinho, Felippe Cardoso e Thiago Real colocou Renê, em especial, em dificuldades durante alguns minutos, mas o lateral conseguiu sair jogando sem comprometer.

Em um jogo com pouca oportunidade, não se pode desperdiçar uma chance tão clara como Felippe Cardoso perdeu na segunda etapa. A bola se ofereceu ao jogador na etapa final, após falha gritante do zagueiro Léo Duarte, mas o camisa 9 acertou o travessão. No restante da partida, o goleiro Diego Alves, do Flamengo, não foi exigido, apenas cortando alguns cruzamentos.

Fez o que se espera do centroavante: empurrou a bola para o fundo da rede quando teve a chance. Além disso, ajudou a pressionar a saída rival.


Postar um comentário

[facebook]

FlamengoResenha

{facebook#https://www.facebook.com/FlamengoSouRubroNegro} {twitter#https://twitter.com/FlamengoResenha} {google-plus#https://plus.google.com/u/0/107993712547525207446} {youtube#https://www.youtube.com/channel/UCiHkjDj2ljgIbiv_zUvdG6g/videos}

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget