Veja quanto cada Clube investiu e o que conquistou em 2017

ESPN: Para ser campeão, basta investir mais do que os concorrentes, certo? Não no futebol brasileiro. Por aqui, os clubes que mais gastaram com o departamento de futebol não foram necessariamente os mais vitoriosos na última temporada.

É o que mostra comparativo feito pelo ESPN.com.br usando como base o balanço patrimonial de cada um dos doze grandes do país, apesar de os documentos serem diferentes --entre os citados, o Fluminense foi o que menos detalhou suas contas.

A equipe mais laureada em 2017 foi o Corinthians, com as conquistas do Estadual e do Campeonato Brasileiro. Já em termos de despesas com futebol, o time alvinegro foi apenas o quarto, com um gasto total de R$ 278 milhões.

Nos dois torneios que fracassou, isto é, a Copa do Brasil e a Copa Sul-Americana, o Corinthians ainda se despediu invicto. Na primeira disputa saiu na quarta fase para o Internacional, em Itaquera. Na segunda, caiu nas oitavas para o Racing, na Argentina.

Outro clube de sucesso em 2017 foi o Grêmio, que alcançou o terceiro título da Copa Libertadores e foi vice-campeão do Mundial, perdendo a taça para o poderoso Real Madrid. Tudo isso sendo a quinta equipe com mais despesas no futebol: R$ 250,2 milhões.

Em outros torneios, apesar de não terem ganho, o gremistas até foram bem. Tirando a eliminação na semifinal do Gaúcho nos pênaltis para o Novo Hamburgo, que seria o campeão, foi semifinalista da Copa do Brasil e quarto colocado do Brasileiro.

Dos doze grandes, outros três clubes comemoram um título em 2017. Nenhum deles lidera o "ranking de despesas".

O Flamengo, que teve R$ 351,7 milhões de gastos no departamento profissional de futebol, faturou o Estadual e foi vice de dois torneios: a Copa do Brasil e a Copa Sul-Americana, este com a perda do título para o Independiente-ARG no Maracanã.

O Atlético-MG teve despesas de R$ 240 milhões. Foi campeão do Mineiro, vice da Primeira Liga --torneio que perdeu importância no calendário do futebol brasileiro e teve como ganhador o Londrina-- e fracassou no restante dos torneios. Conseguiu um nono lugar no Brasileiro, parou nas oitavas de final da Copa Libertadores e nas quartas de final da Copa do Brasil.

Por fim, o Cruzeiro, que ganhou a Copa do Brasil e foi vice do Estadual, gastou R$ 219,8 milhões.

Os que tiveram mais despesas com futebol, por outro lado, não tiveram nada o que comemorar.

O Palmeiras é o líder em gastos entre os grandes do Brasil. Teve despesas de R$ 408,7 milhões em 2017, temporada que teve três técnicos (Eduardo Baptista, Cuca e Alberto Valentim) e chegou a investir R$ 33 milhões somente para contratar o colombiano Borja.

Mas o time alviverde não teve sucesso em nenhum torneio. Caiu na semifinal do Estadual para a Ponte Preta, chegou até as quartas de final da Copa do Brasil, saiu nas oitavas da Copa Libertadores, que era o objetivo principal no ano, e foi vice do Brasileiro.

O São Paulo, que gastou R$ 354,7 milhões com o departamento de futebol, foi ainda pior. O time brigou para não ser rebaixado no Campeonato Brasileiro, concluindo a competição em 13º. Caiu na semifinal do Paulista, na quarta fase da Copa do Brasil e, aí sim um vexame máximo, na primeira fase da Copa Sul-Americana para o modesto Defensa y Justicia, da Argentina.

Entre os fracassos de 2017, vale citar o Internacional. A equipe foi a oitava que mais gastou com futebol: R$ 213,3 milhões. Perdeu o Estadual para o Novo Hamburgo, caiu nas oitavas da Copa do Brasil e ficou com o vice na Série B, torneio que jogou pela primeira vez.


O Flamengo, que teve R$ 351,7 milhões de gastos no departamento profissional de futebol, faturou o Estadual e foi vice de dois torneios.

Postar um comentário

[facebook]

FlamengoResenha

{facebook#https://www.facebook.com/FlamengoSouRubroNegro} {twitter#https://twitter.com/FlamengoResenha} {google-plus#https://plus.google.com/u/0/107993712547525207446} {youtube#https://www.youtube.com/channel/UCiHkjDj2ljgIbiv_zUvdG6g/videos}

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget