Árbitro acusa Henrique Dourado de "trocar socos" para expulsão

GLOBO ESPORTE: O árbitro Bráulio da Silva Machado-PA, que apitou o empate em 1 a 1 entre Palmeiras e Flamengo, nesta quarta-feira na Arena Palmeiras, pela 12ª rodada do Campeonato Brasileiro, detalhou na súmula a confusão que resultou em seis jogadores expulsos (Dudu, Jailson e Luan pelo lado palmeirense, e Cuéllar, Jonas e Henrique Dourado pelo dos flamenguistas). Ocorrido nos minutos finais da partida, o incidente acabou proporcionando importantes desfalques às equipes para após a paralisação da competição, em virtude da disputa da Copa da Rússia.

O desentendimento inicial aconteceu entre Cuéllar e Dudu, e se estendeu aos demais jogadores. O atacante do Palmeiras se revoltou ao sofrer uma falta e partiu para cima do adversário. Com a chegada dos outros atletas, o tumulto aumentou.

Árbitro Braulio da Silva Machado - Foto: Cesar Greco
- Informo que aos 49 minutos do segundo tempo, após troca de empurrões entre os atletas nº 7 Eduardo Pereira Rodrigues, da equipe Sociedade Esportiva Palmeiras e o atleta nº 8 Gustavo Leonardo Cuéllar Gallego, da equipe Clube de Regatas do Flamengo, ocorreu um confronto coletivo, entre as equipes, motivando a paralisação da partida por 5 minutos - disse Machado.

Motivo de reclamação por parte do presidente do Flamengo, Eduardo Bandeira, o carrinho de Felipe Melo em Vinícius Júnior, que resultou em um amarelo para o palmeirense, foi destacado pelo árbitro apenas como "entrada temerária".

Justificativas das expulsões

Jailson (Palmeiras) - "Por agarrar seu adversário nº14 (Jonas), pelo pescoço com uso de força excessiva, imobilizando e arrastando-o e tentando projetar o mesmo ao solo após ser expulso o mesmo deixou as imediações do campo de jogo sem oferecer resistência".

Dudu (Palmeiras) - "Por após sofrer uma falta quando o jogo estava paralisado, o mesmo empurrou seu adversário o atleta nº 8 (Cuéllar), com uso de força excessiva pelas costas. Após ser expulso o mesmo deixou as imediações do campo de jogo sem oferecer resistência".

Luan (Palmeiras) - "Por invadir o campo de jogo no momento da paralisação e trocar socos com seu adversário o atleta nº19 (Henrique Dourado) após ser expulso o mesmo deixou as imediações do campo de jogo sem oferecer resistência".

Jonas (Flamengo) - Por após liberar-se de seu adversário o atleta nº 42 (Jailson), o atleta parte e direção ao mesmo tentando chutá-lo e desferindo um tapa no rosto. após ser expulso o mesmo deixou as imediações do campo de jogo sem oferecer resistência.

Cuéllar (Flamengo) - Com o jogo paralisado em um ato continuo, o mesmo revidou empurrando o peito do seu adversário o atleta nº 7 (Dudu), com uso de força excessiva. iniciando assim um confronto coletivo entre as equipes. após ser expulso o mesmo deixou as imediações do campo de jogo sem oferecer resistência.

Henrique Dourado (Flamengo) - "Por invadir o campo de jogo no momento da paralisação e trocar socos com o seu adversário o atleta nº13 (Luan) no momento da expulsão o mesmo encontrava - se dentro da área técnica, invadiu o campo de jogo novamente, sendo contido e retirado pelos seu companheiros do campo de jogo".


Motivo de reclamação por parte do presidente do Flamengo, Eduardo Bandeira, o carrinho de Felipe Melo em Vinícius Júnior.


Postar um comentário

[facebook]

FlamengoResenha

{facebook#https://www.facebook.com/FlamengoSouRubroNegro} {twitter#https://twitter.com/FlamengoResenha} {google-plus#https://plus.google.com/u/0/107993712547525207446} {youtube#https://www.youtube.com/channel/UCiHkjDj2ljgIbiv_zUvdG6g/videos}

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget