Comentaristas elogiam evolução do Flamengo com Barbieri

SPORTV: O principal tema do Troca de Passes desta quinta-feira foi o Fla-Flu no Mané Garrincha e a evolução rubro-negra com Maurício Barbieri no comando. Os comentaristas Wagner Vilaron e Raphael Rezende afirmaram que há uma clara evolução tática da equipe da Gávea em relação ao início da temporada. Tiago Maranhão lembrou ainda que o time rubro-negro terminou a partida com seis jogadores formados na base: Léo Duarte, Thuler, Paquetá, Jean Lucas, Vinicius Junior e Vizeu.

- É claro que é um time que ainda tem falhas, mas é muito mais consistente nesses jogos do que no início da temporada, com o Carpegiani no comando. Foram deixando o Barbieri trabalhar, está tocando o trabalho e evoluindo o time - destacou Rezende.

Rhodolfo em Flamengo x Fluminense - Foto: Staff Images
Villaron afirmou que, no início do ano, enxergava um Flamengo "solto" em campo, e que hoje observa um time que joga "em bloco":

- É legal de ver a evolução. Antes a gente via um Flamengo com vários bons jogadores, a torcida cobrando demais porque é um investimento alto, mas um time solto em campo, você não via um time coeso. Setores bem divididos. Hoje não, você vê um sistema defensivo atuando, um sistema ofensivo atuando, um time muitas vezes jogando em bloco.

Para Rezende, o Fluminense não teve sucesso na tentativa de congestionar o meio de campo para frear o toque de bola do rival:

- O primeiro tempo é de predomínio do Flamengo, total. O Abel abriu mão do que seria o segundo atacante, o jogador de velocidade, deixou o meio ainda mais aglomerado, mas não foi suficiente. O Flamengo teve muito volume, foi empurrando o Fluminense para trás. Quando modificou, modificou a estrutura do time, colocou o Pablo Dyego, durou 10 minutos. Sentiu e saiu para a entrada do Robinho.

Maranhão ressaltou a presença de diversos jogadores da base rubro-negra em campo no fim da partida:

- O Flamengo terminou com mais da metade do seu time em campo formado na base. Isso já tinha acontecido contra o Atlético-MG. Seis jogadores crias da base.

Villaron afirmou que, no início do ano, enxergava um Flamengo "solto" em campo, e que hoje observa um time que joga "em bloco".



Postar um comentário

[facebook]

FlamengoResenha

{facebook#https://www.facebook.com/FlamengoSouRubroNegro} {twitter#https://twitter.com/FlamengoResenha} {google-plus#https://plus.google.com/u/0/107993712547525207446} {youtube#https://www.youtube.com/channel/UCiHkjDj2ljgIbiv_zUvdG6g/videos}

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget