Fernando Uribe recusou propostas para jogar no Flamengo

ROBERTO ASSAF: Quem é Fernando Uribe? É a pergunta que não quer calar. Pois aí vai a resposta aos rubro-negros. Uribe é um atacante colombiano de 30 anos – nasceu em 1º de janeiro de 1988 – que marcou 61 gols pelo Toluca, média de meio por partida, em 119 jogos que fez pelo clube mexicano entre 2015 e 2018.

Na temporada encerrada há um mês conquistou dois vices, o do Torneio Clausura, e o da Copa México. Na primeira competição, foi superado nas finais pelo Santos Laguna. Perdeu de 2 a 1, na ida, em Torreón, e empatou por 1 a 1 na volta, em casa. Na outra, caiu diante do Necaxa, derrota de 1 a 0, fora. Mas dessa, Uribe não participou. O Toluca é um clube tradicional, mas não está entre os maiores vencedores do futebol local. Fundado em 1917, ganhou apenas 10 títulos nacionais, o último em 2010.

Fernando Uribe, do Flamengo - Foto: Gilvan de Souza
Uribe é rodado. Começou no pequeno Huila, e defendeu outros quatro clubes da Colômbia – Girardot, que nem existe mais, Cortuluá, Deportivo Pereira e Once Caldas – antes de seguir para a Itália, onde fracassou no modesto Chievo Verona. Voltou ao seu país em 2012 para jogar no Nacional de Medellín, e depois no Millonarios de Bogotá, até acertar a transferência para o Toluca, em junho de 2015.

Aterrissou no clube mexicano cercado de expectativas. Os mais fanáticos chegaram a compará-lo ao maior artilheiro da história dos “choriceros”, o paraguaio José Saturnino Cardozo, que marcou 259 vezes ao longo de 10 anos. Ao fim do Torneio Clausura – no México são realizados dois campeonatos nacionais por temporada – e apesar dos vices, o presidente do Toluca, Francisco Suinaga garantiu que o atacante, e que o atual treinador, o argentino Hernán “Nany” Cristante, um ex-goleiro, continuariam por lá, pois são as duas “piezas claves” da equipe.

Ocorre que ambos – craque e técnico – não se dão lá muito bem, daí o fato de Uribe ter afirmado que estava indo embora. Dois outros clubes do país, o Cruz Azul e o Pachuca, se arvoraram em contratá-lo, mas é o atleta não quis conversa, porque soube do interesse do Flamengo. Ele teria confidenciado aos mais próximos que seria “fantástico” jogar no Brasil, notadamente em um time com grande torcida.

Quanto ao aspecto jogador propriamente dito, trata-se de atacante de técnica razoável, com boa presença de área, e de chute forte, o que fica evidente nos gols que marcou de 2015 para cá, embora o fato de ter atuado em nove clubes distintos, e o mau desempenho na Itália – no pequenino Chievo – deixem margem para a desconfiança.

No entanto, e para encerrar, é preciso ressaltar que Uribe vai sair do Toluca porque ele e o treinador não conseguem se entender. Na prática, não há outra explicação. Logo, resta aos rubro-negros aguardar o desfecho da transação, e caso se torne real, torcer para dar certo.

Dois outros clubes do país, o Cruz Azul e o Pachuca, se arvoraram em contratá-lo, mas é o atleta não quis conversa.

Postar um comentário

[facebook]

FlamengoResenha

{facebook#https://www.facebook.com/FlamengoSouRubroNegro} {twitter#https://twitter.com/FlamengoResenha} {google-plus#https://plus.google.com/u/0/107993712547525207446} {youtube#https://www.youtube.com/channel/UCiHkjDj2ljgIbiv_zUvdG6g/videos}

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget