Fla-Flu marca encontro do técnico mais velho com o mais novo

GLOBO ESPORTE: Abel Braga foi um dos nomes procurados pelo Flamengo após a demissão de Paulo César Carpegiani, em março. Agradeceu, mas recusou o convite. Sem saber, abriu espaço a um jovem treinador. O então auxiliar Maurício Barbieri assumiu interinamente e caminha para seu terceiro mês de trabalho. Na noite desta quinta-feira, a partir das 20h, em Brasília, se enfrentam pela primeira vez.

O que não quer dizer que não se conheçam. Barbieri passou pelo Fluminense no ano passado. Foram apenas três dias no CT Pedro Antonio, acompanhando o dia a dia de Abel, período para completar as horas de estágio necessárias para a formação no curso de treinador da CBF. Mal sabiam eles que poucos meses depois se enfrentariam em um Fla x Flu na parte de cima da tabela do Brasileiro, diante de 60 mil pessoas, no Mané Garrincha.

Maurício Barbieri, do Flamengo - Foto: Alexandre Loureiro/Getty Images
Perfis opostos

De um lado o único treinador entre os 20 do Campeonato Brasileiro que já conquistou um título da Série A. Do outro, um iniciante na competição. Abel Braga (65) e Maurício Barbieri (36): no Brasileiro, técnicos mais velho e mais jovem, respectivamente.

Os perfis são completamente diferentes. Abel foi jogador. Como treinador, empilha títulos. Conquistou Mundial, Libertadores, Brasileiro e meia dúzia de estaduais. Acumula passagens por grandes clubes do futebol brasileiro, além de trabalhos no mundo árabe e na Europa.

Barbieri, por sua vez, faz seu primeiro trabalho em um grande clube do futebol brasileiro. Passou por Guarani e Audax antes de ser contratado como auxiliar permanente pelo Flamengo em janeiro. Assumiu interinamente no fim de março devido a demissão de Carpegiani. Não era o plano A, mas, diante das negativas de Renato Gaúcho e Abel Braga, despontou como solução imediata e provisória. Os bons resultados e a evolução do time o credenciam a seguir, embora ainda não tenha sido efetivado oficialmente.

- O clássico será difícil, Fluminense faz grande campanha, muito pelo mérito do Abel, que é um grandíssimo treinador, ele é uma referência. É um jogo difícil, mas vamos em busca da vitória - comentou Barbieri.

Abel Braga treinou o Flamengo em 2004. Foi campeão da Taça Guanabara e do Campeonato Carioca daquele ano e perdeu a final da Copa do Brasil para o Santo André. Foram 44 jogos, 19 vitórias, 12 empates e 13 derrotas.

Sempre que perguntado sobre os treinadores da nova geração, Abel adotou, como de costume, a franqueza. Cita invariavelmente Zé Ricardo (recentemente saiu do Vasco), Jair Ventura (hoje no Santos) e Claudinei Oliveira (Sport). Só não o fez com Barbieri pois o assunto ainda não foi abordado desde a ascensão do agora adversário.

Passou por Guarani e Audax antes de ser contratado como auxiliar permanente pelo Flamengo em janeiro.


Postar um comentário

[facebook]

FlamengoResenha

{facebook#https://www.facebook.com/FlamengoSouRubroNegro} {twitter#https://twitter.com/FlamengoResenha} {google-plus#https://plus.google.com/u/0/107993712547525207446} {youtube#https://www.youtube.com/channel/UCiHkjDj2ljgIbiv_zUvdG6g/videos}

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget