Flamengo trabalha lado psicológico de Berrío para retorno em alta

UOL: O Flamengo está próximo de contar com um reforço importante para a sequência da temporada. Trata-se do atacante Orlando Berrío, entregue à preparação física depois da delicada cirurgia no joelho esquerdo realizada no dia 24 de outubro do ano passado. A expectativa otimista é a de que o colombiano tenha condições de reforçar o elenco no retorno do Campeonato Brasileiro. Há, no entanto, cautela e até um trabalho psicológico para que a volta do jogador ocorra da forma mais tranquila possível.

O maior exemplo para Berrío está em Ronaldo Fenômeno. O rompimento do tendão patelar é considerado uma lesão muito grave. A recuperação é lenta e precisa de todos os cuidados para que o atleta reúna condições adequadas para voltar aos gramados. O maior artilheiro da seleção brasileira em Copas do Mundo, por exemplo, só voltou depois de um ano do procedimento cirúrgico e foi decisivo na conquista do pentacampeonato em 2002.

Berrio no Flamengo - Foto: Gilvan de Souza
No protocolo do CEP FLA (Centro de Excelência em Performance), Orlando Berrío está na "fase quatro" de um total de cinco estágios da recuperação. O prazo mínimo de oito meses será alcançado na próxima semana.

"Nunca se pode dar uma certeza após uma lesão com essa gravidade, pois depende muito do corpo de cada um. No reinício do Campeonato Brasileiro, há chance de o Berrío voltar a treinar com os demais atletas e ficar apto para jogar, ou seja, estar à disposição do professor Barbieri para utilizá-lo no melhor momento", afirmou o médico Márcio Tannure.

No processo, mais importante do que a recuperação física é o aspecto psicológico. Atletas que sofrem lesões graves costumam apresentar receio para desenvolver movimentos naturais do esporte. Por vezes, isso atrasa de maneira considerável o aproveitamento de um jogador no elenco.

"A lesão dele pode ser considerada bem grave. O Ronaldo, por exemplo, levou um ano para voltar aos gramados. O Berrío, portanto, não só precisará de tempo para atingir a plenitude física e técnica, como também mental e emocional. Ele precisa se sentir seguro e corrigir todos os desequilíbrios, que é uma questão neuromuscular. Mesmo que inconscientemente, o atleta tenta proteger o local afetado. Embora liberado clínica e fisicamente, a recuperação plena requer tempo. O bloqueio mental só se perde no dia a dia junto com o acompanhamento do nosso psicólogo do esporte (Alberto Filgueiras), incentivando-o e dando confiança, além de toda a equipe multidisciplinar do CEP FLA", encerrou Tannure.

Berrío é uma alternativa para os lados do ataque rubro-negro. Com as saídas de Felipe Vizeu e Vinicius Júnior, além da incógnita em relação ao peruano Paolo Guerrero, a expectativa é a de que ele seja bastante utilizado no segundo semestre. Pelo Flamengo, o colombiano disputou 46 jogos e fez seis gols. No ano passado, o Rubro-negro investiu R$ 11 milhões no atacante, que tem contrato com o clube até fevereiro de 2021.

No processo, mais importante do que a recuperação física é o aspecto psicológico.

Postar um comentário

[facebook]

FlamengoResenha

{facebook#https://www.facebook.com/FlamengoSouRubroNegro} {twitter#https://twitter.com/FlamengoResenha} {google-plus#https://plus.google.com/u/0/107993712547525207446} {youtube#https://www.youtube.com/channel/UCiHkjDj2ljgIbiv_zUvdG6g/videos}

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget