Quinta encarei e procedi ao batismo Flamengo

FALANDO DE FLAMENGO: Por Léo Sardou

Desde quando começamos a andar e conhecer nossa casa, passamos a imaginar a continuação de tudo que deixamos no mundo. Queremos ser semente, queremos que nossa raiz seja fincada, queremos que nossos herdeiros sigam nossas preferências.

Dito isso, na quinta-feira foi dia de evangelizar. Não que já não o façamos diariamente, mas, levar ao estádio é fundamental. Pai de duas meninas, geralmente invejo os pais que têm mais culhão que eu, e estão com suas crias todos os jogos. O Maracanã, a tensão do jogo, que muitas vezes me faz deixar de ser pai para ser torcedor me impedem de ser mais religioso ao forjar o rubronegrismo tradicional nas meninas.

Foto: Divulgação
Contudo, quinta encarei… Foi demais ver a pequena de dois anos buscando aprender todas as músicas e batendo no peito “Mengão do meu coração”. Ser pai é achar lindo a filha mais velha não conseguir ver nenhum gol, pois pegou no sono. Sabe como é né? Ansiedade cansa… Rs…

Pai, leve seu filho no estádio… Mesmo que em um momento você esqueça que a criança está em seu colo e grite… “Dourado, Fdp! Pensa que tá no Fluminense, seu arrombado” e nisso sua filha comece a gargalhar com medo de nervoso por nunca ter visto seu pai assim…

Vamos Flamengo!

Toda Quarta e Domingo tem mais!

Foi demais ver a pequena de dois anos buscando aprender todas as músicas e batendo no peito “Mengão do meu coração”.


Postar um comentário

[facebook]

FlamengoResenha

{facebook#https://www.facebook.com/FlamengoSouRubroNegro} {twitter#https://twitter.com/FlamengoResenha} {google-plus#https://plus.google.com/u/0/107993712547525207446} {youtube#https://www.youtube.com/channel/UCiHkjDj2ljgIbiv_zUvdG6g/videos}

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget