Técnico do Flamengo defende Dourado de expulsão: "Foi separar"

UOL: Técnico interino do Flamengo, Maurício Barbieri lamentou a confusão que resultou em seis expulsões no empate com o Palmeiras por 1 a 1, nesta quarta-feira (13), no Allianz Parque. Pelo lado rubro-negro, as perdas foram dos volantes Cuéllar e Jonas, além do atacante Henrique Dourado, que estava no banco de reservas e nem sequer jogou.

"Acho que é lamentável. Ninguém queria isso. Gostaríamos que tivesse terminado de outra maneira. Houve excesso das duas partes. As expulsões foram justas, mas o Henrique Dourado não agrediu. Ele foi separar, levou um soco e estava com gelo na orelha", afirmou.

"Todos perdem com o que aconteceu. Flamengo, Palmeiras e torcedores. Não provocamos, fomos agredidos e não deveríamos responder na mesma moeda", completou.

Briga em Palmeiras x Flamengo - Foto: Miguel Schincariol/Getty Images
Líder do Campeonato Brasileiro, com 27 pontos, o Flamengo tem quatro de vantagem para o Atlético-MG. A parada para a Copa do Mundo, no entanto, será utilizada para tentar fazer com que o rendimento da equipe melhore.

"Tivemos bons resultados e rendimento, mas acredito que ainda temos muito a crescer", encerrou.

Pelo Brasileirão, o Flamengo só volta a campo no dia 18 de julho, quando enfrenta o São Paulo, às 21h45 (de Brasília), em um Maracanã certamente lotado.

Pelo lado do Flamengo, as perdas foram dos volantes Cuéllar e Jonas, além do atacante Henrique Dourado.



Postar um comentário

[facebook]

FlamengoResenha

{facebook#https://www.facebook.com/FlamengoSouRubroNegro} {twitter#https://twitter.com/FlamengoResenha} {google-plus#https://plus.google.com/u/0/107993712547525207446} {youtube#https://www.youtube.com/channel/UCiHkjDj2ljgIbiv_zUvdG6g/videos}

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget