Vitor Gabriel diz "trabalhar muito" por chance no Flamengo

ESPORTE INTERATIVO: O Flamengo vive boa fase na temporada. Além de ser líder do Campeonato Brasileiro, com quatro pontos de diferença para o segundo, Atlético-MG, o time de Barbieri está nas oitavas de final da Libertadores e nas quartas de final da Copa do Brasil. Os crias da base, como Léo Duarte, Thuler, Paquetá e Vinicius Junior, têm muita influência na boa campanha do rubro-negro.

O bom rendimento dos jogadores oriundos das categorias de base serve de exemplo para os que ainda podem surgir. Um deles é Vitor Gabriel. O atacante, de 18 anos, está pedindo passagem e pode ser que pinte no time time profissional do Flamengo em breve.

Foto: Gilvan de Souza
Na última semana, o time Sub-19 do Flamengo conquistou o Troféu Dossena, na Itália, o quarto internacional da categoria de base. Na decisão, os Garotos do Ninho venceram o Atalanta por 3 a 1, com dois gols de Vitor Gabriel, que inclusive foi eleito o melhor em campo.

Como a diretoria do Flamengo busca no mercado reposição para a saída de Vizeu e Vini Jr., a torcida pediu a promoção de Vitor Gabriel ao time profissional, o que não está descartado pelo departamento de futebol. Com moral e em alta, o jovem atacante concedeu entrevista ao Esporte Interativo (através da assessoria de imprensa do Fla) e falou sobre o atual momento em que vive no clube.

"Fiquei muito feliz com o título na Itália. Nunca tínhamos conquistado essa competição, que é muito tradicional no verão europeu. Além disso, eu ainda não havia conquistado um torneio internacional com a camisa do Flamengo. Por isso, ter realizado um bom jogo na final, e ainda por cima ter sido decisivo fazendo dois gols e dando uma assistência me deixou muito realizado. A indicação de melhor jogador da final é consequência do trabalho que realizo diariamente nos treinamentos, sempre orientado pelos excelentes profissionais da nossa comissão técnica. Conquistar prêmios individuais é muito bom, mas o foco principal é sempre nas vitórias e em conquistar títulos para a torcida".

Confira abaixo os demais trechos da entrevista:

O Flamengo vai perder dois atacantes (Vini Jr. e Vizeu) e Guerrero pode dizer adeus em breve. Noval e Barbieri são profissionais que gostam de olhar para a base. Eles têm conversado com você?​

"Como o senhor Noval era da base e participou de toda a minha evolução desde que cheguei do Nova Iguaçu, conversamos bastante, praticamente todos os dias, no CT. Apesar de hoje ele estar no profissional, ele continua dando muita atenção a todos nós da base, e nos orienta e aconselha sempre. Com o professor Barberi, não tive oportunidade de conversar pessoalmente ainda".

Você se vê pronto para dar um salto na carreira e ser promovido ao time profissional?

"Eu trabalho muito para que esse dia chegue e, principalmente, para me sentir preparado quando for a hora. Mas tenho meus pés no chão, e sei que ainda tenho muito a evoluir para merecer isso".

O que fazer para se preparar ainda mais?

"Eu procuro sempre melhorar principalmente minha finalização. Quanto mais preparado eu estiver, mais gols vou fazer e, consequentemente, mais vou ajudar minha equipe a conquistar as vitórias e os títulos".

Quais são os seus ídolos no futebol?

"Meus ídolos são Gabriel Jesus (atacante do Manchester City e seleção brasileira) e Guerrero".

O atacante, de 18 anos, está pedindo passagem e pode ser que pinte no time time profissional do Flamengo em breve.

Postar um comentário

[facebook]

FlamengoResenha

{facebook#https://www.facebook.com/FlamengoSouRubroNegro} {twitter#https://twitter.com/FlamengoResenha} {google-plus#https://plus.google.com/u/0/107993712547525207446} {youtube#https://www.youtube.com/channel/UCiHkjDj2ljgIbiv_zUvdG6g/videos}

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget