A grandeza do Flamengo

QUEREMOS RAÇA: Há quem diga que o Flamengo é uma força da natureza, derivada de uma entidade sobrenatural que nós, réles humanos, não somos capazes de compreender. Sua criação advém da vontade de seres superiores que, exercendo sua imensurável onipotência, tornaram existente aquilo que ninguém pode descrever ou adjetivar.

Outros, no entanto, defendem que o Flamengo é apenas um fruto de processos microbiológicos evolutivos ocorridos ao longo de bilhões de anos, representando, de forma clara, o desenvolvimento cognitivo da humanidade, por meio de lentas e definitivas transformações no meio social, as quais culminaram com o surgimento daquele que se destina a doutrinar toda uma gama de seres menos privilegiados.

Seja o Flamengo uma religião ou o ápice da evolução humana, uma coisa é certa – o Flamengo nasceu para vencer.

Foto: Divulgação
Em nosso universo particular, tingido de vermelho e preto, não existe divisão clara entre o céu e o inferno, há apenas um eterno purgatório, com duas portas – uma encimada com os dizeres “VENCER, VENCER, VENCER”, tal como o próprio hino nacional, e outra que se apequena abaixo de uma placa dizendo “QUEREMOS RAÇA”, para a qual se destinam todos aqueles incapazes de materializar em campo o desejo de Zico dos Deuses.

O Flamengo nasceu para transcender os próprios limites, para permitir que outros se refestelem com o “bom”, pois o que queremos – ou melhor, aceitamos – está muito além disso; para não se contentar com o mínimo existencial, porque sua existência, por si só, não conhece o que é mínimo.

Para o Flamengo, o revés não é uma opção, é apenas o acaso que nos faz lembrar que somos – ainda e por enquanto – humanos, falíveis e suscetíveis aos males dos espíritos não-consagrados, que nos seguem como quem segue o caminho da luz e dela se alimenta, ou dos seres menos evoluídos que nos orbitam, em razão do enorme poder gravitacional que exercemos.

Independentemente de sua crença, nada, nem os Deuses, tampouco o cosmos, pode subtrair nosso dom inato de vencer ou sobrepujar aquilo que o destino nos reservou: a vocação para a glória.

É para isso que existimos, é por isso que lutamos.

Flamengo sempre.

Seja o Flamengo uma religião ou o ápice da evolução humana, uma coisa é certa – o Flamengo nasceu para vencer.



Postar um comentário

[facebook]

FlamengoResenha

{facebook#https://www.facebook.com/FlamengoSouRubroNegro} {twitter#https://twitter.com/FlamengoResenha} {google-plus#https://plus.google.com/u/0/107993712547525207446} {youtube#https://www.youtube.com/channel/UCiHkjDj2ljgIbiv_zUvdG6g/videos}

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget