Cruzeiro abre mão do Brasileirão e prega foco nos mata-matas

HOJE EM DIA: O momento atual do Cruzeiro não é bom. Nos últimos dez jogos a Raposa conquistou apenas duas vitórias e essa irregularidade já influencia diretamente na arquibancada. O torcedor perdeu a paciência e cobra resultados melhores, já pensando no mês decisivo de agosto que o clube terá pela frente, com jogos importantes na Copa do Brasil e Copa Libertadores.

E justamente por causa dessas competições e do apertadíssimo calendário, o presidente Wagner Pires de Sá afirma que o Cruzeiro vai sim priorizar as competições mata-mata. E o primeiro desafio já é quarta-feira (2), contra o Santos, nas quartas de final da Copa do Brasil. Jogo que acontece no momento de turbulência, já que o time estrelado vem de duas derrotas consecutivas, para Corinthians e São Paulo, essa última em casa. Ambos os revezes por 2 a 0.

Foto: Reprodução
“Nós temos mais três competições. Nós vamos superar e, efetivamente, vamos ter que priorizar. Pelo menos a Libertadores e a Copa do Brasil. É o que a gente vai tentar fazer. Não é a única alternativa (priorizar os campeonatos). Nós queríamos, se possível, ganhar as três ou competir junto com todas as equipes nas três. Mas a gente sabe que é muito difícil, com esse volume de partidas em pouco tempo. A recuperação dos nossos atletas (é difícil), tem que descansar uns, colocar outros. Vamos jogar agora contra o Santos, e vamos sair com um bom resultado, para ficarmos em uma competição muito importante, que é a Copa do Brasil. E  também priorizar a Libertadores. Agora, não vamos deixar o Brasileiro. Temos que chegar, se possível, na frente”, disse em entrevista após a derrota para o Tricolor Paulista.

Questionado sobre o salário dos atletas, que poderia estar atrasado como uma, quem sabe, justificativa para o baixo rendimento, Wagner Pires foi direto: “Todos os salários, de todos os jogadores, estão completamente em dia. Salários, bichos. Tudo que precisamos para dar incentivo ao jogador está (em dia). Quanto a isso, não há preocupação”, garantiu.

Em oitavo lugar no Campeonato Brasileiro, o Cruzeiro voltará a jogar pela competição apenas no domingo, quando enfrenta o Vitória, às 16h, no Barradão, pela rodada 17 do Nacional.

“A preocupação no dia a dia é conseguir manter uma equipe forte, como é a do Cruzeiro, como são os outros times (concorrentes). É difícil, tem que tentar patrocínio, torcedor tem que nos ajudar. Daqui para frente, todas as partidas são, praticamente, partidas finais. Se o torcedor nos ajudar, contribuir, vier ao campo, acredito que vamos fazer uma renda melhor daqui para frente para sair desse impasse, que é a dificuldade financeira”, relatou.

Vaias

Após a partida, o goleiro Fábio afirmou que o elenco fica triste com as vaias do torcedor. E sobre esse momento o presidente da Raposa também comentou.

“Toda vaia é muito difícil, porque desanima o jogador. Nós perdemos hoje, como perdemos para o Corinthians, mas o time jogou firme. A bola não entrou. É infelicidade. Futebol tem dessas coisas”, concluiu.

E o primeiro desafio já é quarta-feira (2), contra o Santos, nas quartas de final da Copa do Brasil.



Postar um comentário

[facebook]

FlamengoResenha

{facebook#https://www.facebook.com/FlamengoSouRubroNegro} {twitter#https://twitter.com/FlamengoResenha} {google-plus#https://plus.google.com/u/0/107993712547525207446} {youtube#https://www.youtube.com/channel/UCiHkjDj2ljgIbiv_zUvdG6g/videos}

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget