Flamengo inicia maratona com moral alto

RENATO MAURÍCIO PRADO: A goleada sobre o Sport, com uma atuação convincente, era exatamente o que o Flamengo precisava para iniciar com moral, na próxima quarta-feira, em Porto Alegre, a árdua maratona de jogos que será forçado a enfrentar, nos próximos 30 dias, com jogos difíceis e seguidos pela Copa do Brasil, o Brasileiro e a Libertadores.

Diante de 58 mil torcedores, no Maracanã, melhor que o placar de 4 a 1 foram alguns ótimos desempenhos individuais como os de Everton Ribeiro, Lucas Paquetá e Marlos Moreno (enfim mostrando algum talento). Um trio de atacantes que infernizou a zaga do Sport desde o primeiro tempo, quando o empate de 1 a 1 não refletiu o que se viu em campo – situação rapidamente revertida, após o intervalo, com participação decisiva dos três.

Jogadores do Flamengo comemorando gol - Foto: Gilvan de Souza
Everton, Paquetá e Moreno foram os melhores em campo, mas, justiça seja feita, dessa vez, todo o time de Maurício Barbieri jogou bem. Após bom tempo apagados, até os laterais, Renê e Rodinei, mostraram-se efetivos, participando ativamente das jogadas ofensivas, ajudando assim a abrir a defesa do Sport.

Mesmo sem ser brilhante, o colombiano Uribe, que começou como titular, deixando Guerrero no banco, também cumpriu seu papel, escorando de cabeça um cruzamento, para Paquetá marcar o segundo gol e, ele próprio balançando a rede, no quarto, com as preciosas colaborações do famoso montinho artilheiro e do goleiro Magrão.

Paolo Guerrero, que entrou no final, uma vez mais, nada conseguiu fazer. A despedida, no próximo dia 10, é cada vez mais provável. Seu custo benefício se tornou absurdo e sua situação incerta, em função do problema do doping, não recomendam mais nenhum grande investimento nele.

A chegada de Vitinho, com alto salário, é outro fator que joga contra a permanência do peruano, que deve fazer seus dois últimos jogos com a camisa rubro-negra contra o Grêmio - na próxima quarta-feira e no sábado, quando dificilmente será titular. Deve ficar no banco de Uribe. Ou entra e desequilibra, ou adeus.

Paixão de torcedor

Vitinho chegou da Rússia e foi assistir ao jogo já vestindo o seu manto sagrado (sempre foi torcedor do Flamengo). Emocionado, foi apresentado, com chuteiras e o uniforme completo, no intervalo do primeiro para o segundo tempo. Precisa ser inscrito ainda hoje, para poder disputar a Copa do Brasil. Se isso acontecer, viajará com a delegação e deve ficar no banco na quarta-feira, contra o Grêmio.

Mesmo sem ser brilhante, o colombiano Uribe, que começou como titular, deixando Guerrero no banco, também cumpriu seu papel.



Postar um comentário

[facebook]

FlamengoResenha

{facebook#https://www.facebook.com/FlamengoSouRubroNegro} {twitter#https://twitter.com/FlamengoResenha} {google-plus#https://plus.google.com/u/0/107993712547525207446} {youtube#https://www.youtube.com/channel/UCiHkjDj2ljgIbiv_zUvdG6g/videos}

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget