Globo permite que clubes vendam direitos do Brasileirão no exterior

SUPER ESPORTES: Nos últimos meses, a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) e os clubes das Séries A e B têm sido assediados por grupos internacionais interessados em transmitir, no exterior, a partir de 2019, os jogos do Campeonato Brasileiro. No dia 4 de julho, o Superesportes revelou com exclusividade que há três propostas na mesa, sendo a mais tentadora no valor US$ 200 milhões (R$ 780 milhões), de um grupo chinês. A segunda maior é de R$ 550 milhões. À época, a reportagem mostrou que um acordo esbarrava no desconhecimento dos dirigentes de clubes acerca dos contratos assinados com a Globo. Vários deles ampliaram acordos de transmissão com a emissora carioca até 2024, mas não sabiam se tinham direito a vender o Brasileirão no exterior. O fato é que eles têm, mas com uma ressalva.
Continua depois da publicidade

Consultada pelo Superesportes, a Globo revelou que os clubes com os quais ela assinou contrato de 2019 a 2024 podem vender os direitos do Campeonato Brasileiro no exterior, mas não em língua portuguesa. Essa sim é uma exclusividade da emissora.

Foto: Divulgação
A transmissão do Brasileirão em português, fora do país, fica limitada aos canais do Grupo Globo, incluindo plataformas digitais.

“Os direitos internacionais da Série A 2019 em diante pertencem integralmente aos clubes, com uma ressalva específica. O acordo do Grupo Globo com os clubes referente à Série A, dentro do Novo Modelo 2019-24, envolve sim direitos, restritos, para exibição dos jogos no exterior via plataformas sob as marcas do Grupo Globo, sempre em língua portuguesa. Preservamos os direitos para exibição dos jogos sempre em português e via os canais, plataformas sob as marcas do Grupo Globo”, explicou Fernando Manuel Pinto, diretor de direitos esportivos do Grupo Globo.

Os clubes signatários do acordo com a Globo pelos próximos seis anos podem comercializar os direitos do Campeonato Brasileiro em outros idiomas para exibição em qualquer plataforma (TV aberta, pay-per-view e internet).

A Globo admitiu, inclusive, que tem conhecimento de negociações dos clubes com grupos internacionais interessados em transmitir o Brasileiro no exterior. Por outro lado, não participou de nenhuma conversa com o intuito de esclarecer questões contratuais.

”Não fazemos parte desse processo, mas tenho conhecimento sim e, devo dizer, fico particularmente feliz ao perceber um esforço dos clubes em centralizar os direitos e buscar alternativas. Entendo que CBF tem buscado ajudar também. Essa união dos clubes é importante e, especialmente para esses direitos internacionais, diria que crucial. Há uma curva de aprendizado nesse processo, itens desafiadores em qualquer atuação no mercado internacional. De qualquer forma, pelo que percebi, houve boa resposta, interesse do mercado. Ponto positivo”, acrescentou Fernando Manuel Pinto.

Quem já assinou com a Globo

Até o momento, a Globo tem acordo com 31 clubes brasileiros, sendo 17 da Série A, 12 da Série B e dois da Série C (veja lista completa no fim do texto). Na elite nacional, os únicos que rejeitaram o acordo com a emissora foram Palmeiras, Atlético-PR e Bahia. Os três fecharam com o canal Esporte Interativo.

Os últimos clubes a assinar com a Globo foram Paysandu, CSA-AL e Fortaleza, os três da Série B.

“Todos os contratos tratam da mesma forma esse tema dos direitos internacionais”, explicou Fernando Manuel Pinto.

Ainda que os clubes e a CBF tenham autonomia para comercializar os direitos fora do país, em idiomas estrangeiros, a Globo ainda pode faturar com eventual venda do sinal, já que dispõe de toda estrutura de câmeras, equipamentos e equipes técnicas de transmissão.

No entanto, essa seria uma segunda etapa de negociações, por não envolver os clubes. 

“Atuamos na produção dos sinais dos jogos no Brasil e somos parceiros dos clubes em suas iniciativas. Logicamente, estaremos sim a postos para discutir e viabilizar tal possibilidade em condições que façam sentido para todos os envolvidos”, concluiu o diretor de direitos esportivos do Grupo Globo.

Clubes da Série A que têm acordo com a Globo

Minas Gerais: América, Atlético e Cruzeiro
São Paulo: Corinthians, São Paulo e Santos
Rio de Janeiro: Flamengo, Fluminense, Vasco e Botafogo
Rio Grande do Sul: Grêmio e Internacional
Paraná: Paraná Clube
Santa Catarina: Chapecoense
Bahia: Vitória
Pernambuco: Sport

O clubes com os quais ela assinou contrato podem vender os direitos do Campeonato Brasileiro no exterior, mas não em língua portuguesa.


Postar um comentário

[facebook]

FlamengoResenha

{facebook#https://www.facebook.com/FlamengoSouRubroNegro} {twitter#https://twitter.com/FlamengoResenha} {google-plus#https://plus.google.com/u/0/107993712547525207446} {youtube#https://www.youtube.com/channel/UCiHkjDj2ljgIbiv_zUvdG6g/videos}

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget